Esporte

OAB-BA repudia ataques machistas a Ana Patrícia Dantas após resultado de eleição

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado da Bahia (OAB-BA), através da Comissão da Mulher Advogada, da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher e da Comissão Especial de Promoção da Igualdade Racial, manifestou repúdio contra as ofe

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

26/11/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado da Bahia (OAB-BA), através da Comissão da Mulher Advogada, da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher e da Comissão Especial de Promoção da Igualdade Racial, manifestou repúdio contra as ofensas envolvendo a advogada Ana Patrícia Dantas Leão, atual vice-presidente da entidade. Ana Patrícia foi a candidata derrotada nas eleições da Ordem, realizada na quarta-feira (24).

 

Conforme divulgado pela própria ofendida, assim como por diferentes veículos de comunicação, a advogada, após a proclamação do resultado eleitoral, teria sido vítima de ataques machistas e misóginos, ofensas de baixo calão e incitações a discurso de ódio - agressões verbais que em nada professam a civilidade e índole democrática que deve marcar todo e qualquer processo eleitoral.

 

A nota de repúdio lembra que, apesar de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter divulgado o aumento do número de candidaturas femininas no Brasil entre 2020 e 2021, "o país ainda está muito aquém dos parâmetros mundiais, ocupando hoje a 142ª posição em ranking de representatividade que avalia a participação política feminina em 193 diferentes nações, conforme dados divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela União Interparlamentar (UIP)".

 

"A participação das mulheres em disputas eleitorais deve ser sempre estimulada e festejada, pois é, em si mesma, expressão do que mais acreditamos e defendemos: a pluralidade e representatividade como fios condutores do certame. A defesa da democracia demanda, dentre inúmeros outros compromissos, o combate a toda e qualquer forma de violência política", diz a nota.

 

Para as presidentes das comissões da OAB-BA, Daniela Portugal, Renata Deiró e Dandara Pinho, "é absolutamente inadmissível qualquer tipo de vilipêndio misógino, em especial contra aquelas mulheres que transcendem a ocupação dos espaços privados para legitimamente disputarem a participação política em espaços públicos". "Nesse sentido, por meio da Comissão da Mulher Advogada, da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher e da Comissão Especial de Promoção da Igualdade Racial, solidariza-se com a colega advogada Ana Patrícia Dantas Leão, repudiando as agressões morais, ao tempo em que enaltecemos os serviços voluntariamente prestados à nossa Instituição".

Link curto: https://bit.ly/3FOdWFF

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu