Geral

Greve dos caminhoneiros chega ao quarto dia e situação é complicada no país

Há registro de desabastecimento em supermercados e falta combustível até para a aviação

Redação com informações do Radar64 e Agência Brasil
24/05/2018 por Redação, atualizado em 24/05/2018 às 09h41 por Redação

Manifestantes fazem bloqueio na BR-101 em Eunápolis. (Gustavo Moreira / Radar64)Manifestantes fazem bloqueio na BR-101 em Eunápolis. (Gustavo Moreira / Radar64)Os protestos contra os altos preços dos combustíveis chegam ao quarto dia no país e já começam a causar transtornos em vários setores da economia.

Nesta quinta-feira, 24, há registros de protestos em 20 estados e no Distrito Federal. Na Bahia as manifestações ocorrem em várias regiões, incluindo bloqueios na BR-101, em Itamaraju, Teixeira de Freitas, Eunápolis, Mucuri, Posto da Mata e Itabuna.

Os efeitos da paralisação dos caminhoneiros já pode ser sentido na falta de combustível nos postos, o que vem acarretando aumentos ainda maiores nos preços. Os protestos também causam transtornos ao transporte público, com frotas de ônibus sendo reduzidas em grandes cidades pela falta dos combustíveis.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
O abastecimento aos aeroportos também está comprometido, já que o querosene para aviação está se esgotando em vários pontos do país. A entrega de correspondências pelos Correios e o abastecimento de alimentos também já encontram problemas.

Para discutir a crise dos combustíveis, o presidente Temer convocou uma reunião com os ministros Eduardo Guardia (Fazenda), Moreira Franco (Minas e Energia), Valter Casemiro (Transportes, Portos e Aviação), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Em uma medida que parece ceder às pressões dos manifestantes, a Petrobras decidiu diminuir em 10% o valor do diesel nas refinarias pelos próximos 15 dias. Ao final deste período, a empresa deverá retornar a sua política de preços com reajustes quase diários.

Link curto: http://bit.ly/2GM8Af8

TÓPICOS:
Greve caminhoneiros combustíveis

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu