Geral

Motorista que atropelou e matou Ranitla nega alta velocidade e diz que vai se apresentar à polícia

Ao RADAR 64, empresário de 38 anos falou ainda que não ficou no local do acidente porque algumas pessoas ameaçaram agredi-lo

.

Radar64
13/06/2022 por RADAR64

Divulgação/Radar64Divulgação/Radar64

O motorista que atropelou e matou a cirurgiã-dentista eunapolitana Ranitla Scaramussa Bonella, de 23 anos, na tarde de sábado (11), em Ilhéus, afirmou que não estava em alta velocidade, como relataram testemunhas.


Em conversa com a reportagem do RADAR 64, por telefone, na noite deste domingo (12), o empresário Tharciso Romeiro Santiago Aguiar, 38 anos, também declarou que, antes de deixar o local do acidente, ligou para o Samu pedindo socorro.


Um vídeo divulgado pelo RADAR 64 mostra que, logo após o atropelamento, em um trecho urbano da BA-001, o condutor parou o veículo, desceu, olhou para o estado da vítima e, em seguida, saiu falando ao celular. Ele frisou que não ficou no local do acidente com receio de ser agredido, pois algumas pessoas teriam começado a xingá-lo.


“Eu estava voltando para minha casa, no centro de Ilhéus, a 60 km por hora. De repente, vi uma pessoa atravessando a pista, freei, tentando desviar, mas não consegui evitar o impacto, que foi do lado do passageiro”, afirmou.


Motorista disse que acionou o socorro, mas que não ficou no local com medo de ser agredido

Tharciso Aguiar falou que estava sozinho no carro e que não se lembra se a vítima atravessava uma faixa de pedestre quando foi atingida, como ainda relataram testemunhas. “Eu não me recordo muito do acidente”, disse.


Ainda na entrevista ao RADAR 64, o empresário afirmou que vai se apresentar à polícia, com seus advogados, mas não falou quando.


“Lamento muito a morte da dentista e estou à disposição da família para qualquer assistência, bem como me coloco à disposição da autoridade policial, a fim de prestar todo o esclarecimento necessário à apuração dos fatos”, finalizou.


INVESTIGAÇÃO – Mais cedo, também em conversa com o RADAR 64, a delegada Katiana Amorim, coordenadora da Polícia Civil em Ilhéus, afirmou que o motorista já tinha sido identificado por meio de um vídeo e relatos de testemunhas e analisava pedir a sua prisão preventiva.


PEDIDOS DE JUSTIÇA – Nas redes sociais, amigos e familiares de Ranitla Scaramussa Bonella levantaram uma campanha pedindo justiça.


O velório da jovem foi realizado durante toda a manhã de domingo na casa funerária Saf, na Avenida Antônio Carlos Magalhães, no Pequi, em Eunápolis. O enterro ocorreu no início da tarde, no Cemitério Campo Santo, região do Alto da Boa Vista.


Ranitla, de 23 anos, morreu atingida por um carro na BA-001, em Ilhéus

Ranitla era filha da professora Romênia Scaramussa e do produtor rural Roberto Bonella, e enteada do empresário e pré-candidato a deputado estadual Gabriel Delani.


Ela morava e trabalhava na cidade de Eunápolis, mas estava indo a Ilhéus frequentemente realizar um curso de pós-graduação.




.


Link curto: https://bit.ly/3zzKMKo

TÓPICOS:
Radar64

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu