Geral

Turquia não vai esperar 'permissão' dos EUA para nova ofensiva na Síria

'Não podemos lutar contra o terrorismo esperando a permissão de ninguém', disse presidente turco Recep Tayyip Erdogan

Rastro101
Com informações do site O Tempo

29/05/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoA Turquia não vai esperar por permissão dos Estados Unidos para lançar uma nova ofensiva na Síria, declarou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, informou a mídia turca neste domingo (29). 

Não podemos lutar contra o terrorismo esperando a permissão de ninguém, disse o chefe de Estado a um grupo de jornalistas, retornando de uma visita ao Azerbaijão. 

O que faremos se os Estados Unidos não fizerem sua parte na luta contra o terrorismo? Faremos por conta própria, acrescentou. 

Os Estados Unidos estavam muito preocupados na terça-feira com o anúncio de Erdogan de uma nova ofensiva no norte da Síria, disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price. 

O líder turco garantiu na segunda-feira que o objetivo era criar uma zona de segurança de 30 quilômetros na fronteira. Desde 2016, a Turquia realizou três ofensivas no norte da Síria contra as Unidades de Proteção do Povo (YPG), milícia curda que considera terrorista, mas que contou com o apoio dos Estados Unidos para enfrentar o grupo Estado Islâmico.

Questionado sobre o processo de adesão da Suécia e da Finlândia à Otan, ao qual Ancara se opôs até agora, o presidente turco disse que as conversações realizadas na quarta-feira em Ancara entre as delegações sueca, finlandesa e turca não estiveram à altura. 

A Turquia acusa ambos os países nórdicos, e particularmente a Suécia, que tem uma grande comunidade turca de exilados, de abrigar militantes curdos do PKK, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, considerado uma organização terrorista por Ancara e seus aliados ocidentais. (AFP)

Link curto: https://bit.ly/3Gs7O7w

TÓPICOS:
Conflito

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu