Geral

Elon Musk oferece R$ 27 mil para estudante excluir perfil que rastreia voos

Estudante rejeitou montante e disse que valor não é suficiente comparado ao que ele ganha com o perfil: "O dinheiro não substitui fatores como o prazer"

Rastro101
Com informações do site O Tempo

31/01/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoUm estudante de 19 anos da Flórida rejeitou receber US$ 5.000 (R$ 27 mil) de Elon Musk para excluir uma conta no Twitter que rastreia o jato particular do empresário. O perfil ElonJet tem pouco mais de 200 mil seguidores e tuíta quando e onde o avião do CEO da SpaceX decola ou pousa e a duração de cada viagem.


Took off from Hawthorne, California, US. pic.twitter.com/nH7RWF7S3G
— Elon Musks Jet (@ElonJet) January 30, 2022
Segundo reportagem da CNN dos Estados Unidos, Musk entrou em contato com Jack Sweeney por meio de uma mensagem direta pedindo para que ele deletar a conta para impedir que pessoas malucas rastreassem seus voos. É um risco de segurança, afirmou o bilionário, que também é presidente da Tesla. Sweeney respondeu pedindo US$ 50 mil (R$ 270 mil), alegando que poderia usar o dinheiro para a faculdade e talvez um Tesla Model 3. De acordo com a CNN, a última troca de mensagens entre eles aconteceu no dia 19 de janeiro. Na ocasião, Musk respondeu que não sentia que era certo pagar o valor a fim de acabar com a conta. O estudante rebateu que outras opções como um estágio tornariam mais fácil excluir o perfil, mas o empresário não respondeu. Ao site, Sweeney disse que é fã da SpaceX desde o primeiro lançamento do Falcon Heavy em 2018. O pai do estudante trabalha para uma companhia aérea, o que estimula o seu interesse pela aviação. Ele afirmou ainda que os US$ 5.000 oferecidos por Musk não são suficientes comparados ao que ele ganha com o perfil. O dinheiro não substitui fatores como o prazer, disse. Sweeney também afirmou ter dado conselhos técnicos ao bilionário como um programa de bloqueio que ele poderia usar para impedir o rastreamento de seus voos. Parece que ele seguiu a recomendação, revelou o estudante. Mas isso não foi suficiente para inviabilizar o ElonJet, que segue tuitando as viagens do bilionário. É só um pouco mais complicado, concluiu Sweeney. Procurada pela CNN, a SpaceX não se pronunciou até a conclusão deste texto. Além do ElonJet, o estudante desenvolveu robôs que rastreiam voos de outros empresários bilionários como Bill Gates e Jeff Bezos.

Link curto: https://bit.ly/3HhJS6w

TÓPICOS:
Recusa

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu