Esporte

Vice do Cuiabá diz que pressão recente do Bahia na arbitragem influenciou no confronto

A polêmica sobre a arbitragem do jogo entre Bahia e Cuiabá, que ocorreu neste domingo (21), na Arena Fonte Nova, segue rendendo

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

22/11/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias A polêmica sobre a arbitragem do jogo entre Bahia e Cuiabá, que ocorreu neste domingo (21), na Arena Fonte Nova, segue rendendo. O Dourado teve dois gols anulados, e o vice-presidente do clube, Cristiano Dresch, os achou legais. Para ele, a pressão que o Bahia fez na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) após ter sido prejudicado contra o Flamengo influenciou na atuação da arbitragem desse último confronto. 

 

"Os árbitros estão entrando nos jogos pressionados. O que aconteceu no jogo entre Flamengo e Bahia foi reflexo da reclamação que o Flamengo fez do jogo contra o Chapecoense. E o Bahia fez um escarcéu enorme na mídia. O presidente do Bahia estava no direito dele, mas cria uma pressão desnecessária em cima da arbitragem", afirmou. 

 

Na visão do dirigente, "isso se torna uma bola de neve", e o Cuiabá "pagou o pato dessa pressão. "O árbitro não estava mal intencionado, mas ele entra com uma pressão tão grande nas costas que vai dar sempre à favor do mandante, que teoricamente foi prejudicado antes. O Cuiabá não quer ser ajudado, só não queremos ser prejudicados. Os clubes precisam se conscientizar que essa pressão está nos prejudicando", pontuou. 

 

O primeiro gol anulado do Cuiabá foi por impedimento. O vice-presidente alega que o árbitro de vídeo (VAR) traçou a linha que determinou a irregularidade no momento errado, "depois que a bola saiu do pé do Max".

 

No segundo gol, o árbitro principal da partida, Rapgael Claus, anotou uma falta de Jenisson em cima de Nino Paraíba antes do centroavante subir para cabecear para o fundo das redes. 

 

"Falta inexistente, em que o árbitro estava de frente para o lance", opinou Dresch. De acordo com o site ge.globo, o Cuiabá enviou um ofício à Comissão Nacional de Arbitragem da CBF relatando suas reclamações. A entidade deve divulgar os áudios do VAR nos lances em questão. 

Link curto: https://bit.ly/3FBfNO3

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu