Esporte

Eleições OAB-BA: Daniela Borges propõe comissão para avaliar Poder Judiciário

A candidata a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Bahia (OAB-BA), Daniela Borges, reiterou as críticas ao funcionamento do Poder Judiciário no estado

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

04/11/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias A candidata a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Bahia (OAB-BA), Daniela Borges, reiterou as críticas ao funcionamento do Poder Judiciário no estado. Em entrevista à rádio Canabrava FM, de Ribeira do Pombal, nesta quinta-feira (4), Daniela afirmou que pretende criar uma comissão para avaliar a produção quantitativa e qualitativa dos Tribunais.

 

"O prejuízo com a falta de efetividade na prestação do serviço jurisdicional não é apenas da advocacia, mas de toda cidadã e todo cidadão que têm os seus direitos violados. E não podemos aceitar as avaliações que são realizadas atualmente, que não correspondem à realidade. Por isso, vamos criar uma Comissão de Jurimetria, para que a produção do Judiciário possa ser avaliada de forma quantitativa e qualitativa, e desmitificar os dados atuais, que não representam a efetiva prestação do serviço", afirmou.

 

Para a candidata, a pandemia agravou a crise no Judiciário baiano. Daniela contou que já sofria com a falta de estrutura, principalmente com um número insuficiente de servidores e magistrados. "Esse é um problema que impacta muito também a advocacia do interior. Pretendemos também fiscalizar a atividade dos Tribunais e judicializar os problemas não solucionados administrativamente".

 

Daniela também afirma que, com o lastro da crise do Judiciário, também se agravaram as dificuldades de advogadas e advogados, principalmente nos últimos dois anos, com as restrições impostas pela pandemia. "Com os tribunais fechados, muitos colegas ficaram sem poder trabalhar. É por isso que vamos também lançar o programa SOS Advocacia, para dar auxílio a advogadas e advogados impactados por essa crise, para que eles possam retomar suas atividades e se recuperar do ponto de vista econômico-financeiro", promete.

 

Durante a entrevista, Daniela Borges ainda disse ter compromisso com a advocacia do interior. "Quando assumi o cargo de diretora-tesoureira na OAB da Bahia, na segunda gestão de Luiz Viana (2016-2018), fiquei à frente de um projeto focado na construção ou reforma de subseções, pois sabemos que a advocacia do interior precisa ter um espaço de representação e um lugar onde possa buscar apoio. Nós vamos intensificar essa presença no interior e reforçar o diálogo para atendermos às demandas locais. Nosso objetivo será sempre lutar por uma advocacia valorizada e respeitada em todo o estado", concluiu.

 

Daniela Borges tem como candidata a vice-presidente a advogada Christianne Gurgel, na chapa União pela Advocacia. As eleições para a seccional baiana e para as 36 subseções acontecem no dia 24 de novembro.

Link curto: https://bit.ly/3nYE8WN

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu