Geral

Promotora que cuida do caso Baldwin diz que arma era antiga e verdadeira

Ao "New York Times', Mary Carmack-Altwies, do condado de Santa Fé, também afirmou que a chance de acusar criminalmente a produção não foi descartada

Rastro101
Com informações do site O Tempo

27/10/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoMary Carmack-Altwies, promotora do condado de Santa Fé, no Novo México, e que está cuidando do caso do tiro disparado acidentalmente pelo ator Alec Baldwin, no set do filme Rust, declarou ao New York Times, na terça-feira (26), que a arma que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins era, sim, legítima. Ela acrescentou se tratar de uma arma de época, mas não precisou qual o tipo. A tragédia aconteceu na última quinta-feira (21), após Baldwin, durante um ensaio (e, por isso, não há registro do momento) disparar com a arma que teria sido liberada pelo diretor assistente, Dave Halls. A promotora também disse ao veículo que, embora alguns tenham se referido à arma como cinematográfica, essa  nomenclatura era enganosa.

Ela também afirmou que a chance de acusar criminalmente a produção ainda não foi descartada. Não descartamos nada. Tudo neste momento, incluindo acusações criminais, está sobre a mesa, afirmou Carmack-Altwies ao jornal americano. Analistas afirmaram à agência de notícias France Press (AFP) que, em tese, os promotores podem explorar duas vias para acusar Baldwin: como o ator que apertou o gatilho durante o ensaio ou como o produtor do filme. Mas todos consideram pouco provável a apresentação de uma acusação penal contra Baldwin por ter atirado o revólver que recebeu das mãos de Halls, que informou que era uma arma fria, termo usado na indústria cinematográfica para afirmar que a arma é segura. Razoavelmente, ele parece ter acreditado que não era uma arma carregada, disse o professor de Direito da Universidade do Sul da Califórnia, Gregory Keating.

Para que se considere o crime de homicídio culposo tem que existir uma conduta imprudente. Alec Baldwin não parece ter muita responsabilidade... quanto mais afastado você está da pessoa responsável pela arma, menos provável, disse o advogado de defesa criminal Richard Kaplan, do escritório Kaplan Marino. Baldwin afirmou em um comunicado que está cooperando plenamente com a investigação policial para saber como aconteceu a tragédia. 

Não é pessoal

Rust tem 12 produtores e produtores executivos creditados, incluindo Baldwin. Em Hollywood, o título tem uma série de significados, que vão da pessoa com a maior autoridade no set de filmagem até alguém que ajuda a arrecadar dinheiro para a produção de um filme. Ainda não está claro qual dos 12 foi o responsável por contratar os membros da equipe de filmagem e quem era responsável por aplicar as normas de segurança. A produtora do filme não respondeu aos pedidos de comentários da AFP. Pessoalmente, eu considero que (Baldwin) está muito afastado, disse Kaplan. Quando você é um ator de primeira linha e recebe o crédito de produtor (...) é realmente apenas por questões econômicas. Parece apenas um investidor, concordou Keating em referência ao papel de Baldwin como produtor. 

Separados da investigação criminal, os especialistas consideram muito provável que a família de Hutchins e o diretor Joel Souza, que também foi ferido pelo tiro, iniciem ações na justiça. Os processos provavelmente teriam como alvo a produtora do filme, assim como qualquer pessoa que tenha tido contato, mesmo que remoto, com a arma, disse o consultor jurídico Bryan Sullivan. Eu acredito que todos serão processados. Sullivan acredita que Baldwin deve ser incluído em qualquer processo civil por sua fortuna e porque sua fama ajudaria a atrair a cobertura da imprensa. Duvido que o diretor assistente tenha um patrimônio considerável, então o advogado do demandante vai tentar incluir o nome de Alec Baldwin para conseguir o dinheiro, completou. 

Analistas jurídicos apontaram outras pessoas que podem ser processadas, incluindo Halls e a armeira Hannah Gutierrez-Reed. A função de armeiro consiste em administrar e manter sob custódia as armas durante as filmagens. O site especializado em entretenimento The Wrap informou que integrantes da equipe utilizaram as armas horas antes do incidente que provocou a morte de Hutchins. Nem Gutiérrez-Reed nem foram encontrados para comentar a questão. 

Os membros da equipe de de Rust reclamaram da violação de protocolos durante as filmagens. Uma arma foi disparada por engano pelo menos duas vezes no set alguns dias antes da morte de Hutchins, segundo a imprensa americana. Em última análise, para qualquer advogado que representa a família da diretora de fotografia, o o alvo da ação civil não é pessoal, disse Kaplan. Ele tenta apenas obter o máximo que pode para a família.

Link curto: https://bit.ly/3bheMO0

TÓPICOS:
Investigações

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu