Geral

Considerada extinta, onça-parda volta ao Rio de Janeiro após 80 anos

A volta foi registrada por uma câmera de vigilância do Sítio Burle Marx

Rastro101
Com informações do site O Tempo

23/10/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoA onça-parda voltou à cidade do Rio de Janeiro, onde era considerada extinta e tinha sido vista pela última vez na década de 1930, segundo registros feitos em diferentes áreas da Mata Atlântica. 

A volta foi registrada em junho de 2020 por uma câmera de vigilância do Sítio Burle Marx, unidade do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Barra de Guaratiba, zona oeste da capital fluminense. 

A partir destas imagens, um grupo de biólogos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) começou a seguir o rastro do felino, cujo reaparecimento foi tema de um artigo recente na revista científica Check List. 

Com pegadas, arranhões nas árvores e outras pistas, os biólogos comprovaram a presença do animal em outros parques próximos. 

Trata-se do “reaparecimento definitivo da espécie, não só um indivíduo vagando pela região”, disse ao jornal O Estado de S. Paulo o biólogo Jorge Pontes, um dos autores do trabalho. 

“Conseguimos comprovar que a onça-parda está realmente no município, não são ocorrências isoladas”, assegurou Pontes. 

Até agora, o mamífero de pelagem marrom clara tinha sido declarado oficialmente extinto na Lista Municipal de Espécies Ameaçadas da Flora e da Fauna do Rio de Janeiro, afirmam os cientistas no artigo. 

Embora não seja considerada espécie ameaçada em nível mundial, é uma espécie “vulnerável” no Brasil e no estado do Rio de Janeiro, “principalmente devido à perda de hábitat e à caça ilegal”, diz o texto no Check List. 

É incerto quantos exemplares do felino habitam o Rio, mas sua presença é registrada tanto no norte quanto no sul do continente. 

A onça-parda ou suçuarana pode chegar a 2,30 metros de comprimento e a pesar 70 kg. 

Além da Mata Atlântica, ocorre em diferentes biomas do território brasileiro, como Amazônia, Cerrado e Pantanal. 

Link curto: https://bit.ly/3GcAr8j

TÓPICOS:
Raridade

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu