Geral

Estudo revela que manejo de florestas de eucalipto não impacta a qualidade da água de microbacias

Resultados de 15 anos de monitoramento mostram também que o consumo de água no plantio de eucalipto é similar as áreas de vegetação nativa

Assessoria de Comunicação
Veracel Celulose

04/10/2021 por Redação, atualizado em 04/10/2021 às 10h17 por Redação

Imagem de uma das microbacias monitoradas no projeto (Foto: Divulgação Veracel)Imagem de uma das microbacias monitoradas no projeto (Foto: Divulgação Veracel)São 15 anos de monitoramento de microbacias na área de atuação da Veracel Celulose, no Sul da Bahia, realizado em parceria com o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (IPEF - ESALQ USP), no âmbito do Programa Cooperativo de Monitoramento de Bacias Hidrográficas (PROMAB). Os resultados deste período de estudos indicam que a qualidade e o comportamento hidrológico da microbacia da floresta de eucalipto são muito similares aos da floresta nativa e houve pouco desvio na produção de água. A avaliação foi apresentada no final de julho pelo Prof. Dr. Silvio Ferraz, da ESALQ/USP (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo) e líder do PROMAB.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Com o objetivo de entender os efeitos do manejo florestal sobre a qualidade e vazão da água, o PROMAB conduz um trabalho de monitoramento permanente em 21 microbacias experimentais em todo o Brasil, sendo quatro deles na Veracel. O estudo mede de forma contínua os valores de precipitação pluviométrica, nível e a qualidade da água de superfície e do lençol freático. Os sensores instalados em pontos de monitoramento estratégicos, permitem que os parâmetros de vazão da água são registrados a cada 15 minutos durante todo o dia e, quinzenalmente, a equipe de campo realiza a coleta de amostras de água para avaliação da qualidade da água.

Desde 2005, quando a Veracel Celulose passou a integrar o programa com uma microbacia localizada em área de plantio florestal, os valores de precipitação pluviométrica, nível e a qualidade da água de superfície e do lençol freático são monitoradas de forma constante. "A apresentação dos dados capturados nesses 15 anos de monitoramento são a comprovação da qualidade e da longevidade deste estudo, que tem nos apoiado durante os anos para subsidiar nossas estratégias de manejo sempre de forma sustentável e consciente", ressalta Moacyr Fantini, diretor florestal da Veracel. Os resultados qualificam o manejo florestal empregado pela Veracel como ambientalmente adequado, o que é muito importante para a empresa e a região.

"A Veracel tem sido uma ótima parceira investindo voluntariamente no monitoramento hidrológico por mais de uma década. O compromisso e a seriedade de empresas como a Veracel nos incentivam a manter e a ampliar o trabalho do PROMAB, cada vez mais, em prol da conservação da água em áreas de manejo florestal", ressalta o professor Silvio Ferraz do PROMAB.

Link curto: https://bit.ly/3BbALB5

TÓPICOS:
Veracel

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu