Geral

Ex-procurador de BH diz que a licitação da BHTrans deveria estar na Prefeitura

Questionado pela CPI, nesta terça-feira, o ex-procurador-geral do município, não soube dizer como a documentação foi parar na empresa que guarda documentos da BHTrans

Rastro101
Com informações do site O Tempo

28/09/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO ex-procurador geral de Belo Horizonte Marco Antônio Rezende prestou depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da BHTrans, nesta terça-feira (28), e afirmou a licitação do transporte público de Belo Horizonte de 2008 deveria estar na Prefeitura e não em uma empresa terceirizada para fazer a guarda da documentação. 

Segundo Rezende, existe na PBH “um sistema de acompanhamento exemplar.”

“A licitação era da prefeitura. A rigor, (estes documentos) deveriam estar na prefeitura. Se de 2008 até hoje foram para a BHTrans, a prefeitura tem um sistema de acompanhamento exemplar”, falou.

No dia 10 de setembro deste ano, oito caixas com essa documentação foram encontradas em uma empresa contratada para guardar o documento, após a CPI e o atual presidente da BHTrans terem solicitado a documentação e não ter a encontrado. Os documentos foram entregues pelo o ex-gerente Adilson Elpídio no dia 13 de setembro para o presidente da empresa pública, Diogo Prosdocimi que abriu um boletim de ocorrência. 

Questionado pela CPI, nesta terça-feira, o ex-procurador-geral do município, não soube dizer como a documentação foi parar na empresa que guarda documentos da BHTrans.

Link curto: https://bit.ly/3CTRWaR

TÓPICOS:
Cmbh

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu