Geral

Morre em hospital jovem que sofreu atentado perto da Pista de Cross

O padrasto morreu baleado ao tentar defendê-lo dos tiros; assassino foi dominado por populares

Radar64
22/09/2021 por RADAR64, atualizado em 22/09/2021 às 12h19 por Redação

Divulgação/Radar64Divulgação/Radar64

Foi confirmada no fim da noite de terça-feira (21), em Eunápolis, a morte encefálica do jovem que foi baleado no último dia 28 de agosto, às margens da BR-101, no bairro Pequi.


Danilo Almeida Teixeira, 24 anos – que estava internado no Hospital Ames -, sofreu um atentado a tiros nas proximidades de uma Pista de Cross. Na ação, o padrasto dele, Técio Silva Dias, 30 anos, morreu ao tentar defendê-lo.


O autor dos disparos, Marcus Vinícius Lacerda Vieira, 19 anos, que portava uma pistola .40, não conseguiu fugir do local e foi dominado por populares até a chegada da polícia. Os dois comparsas de Marcus Vinícius escaparam em um carro.


Danilo baleado no chão sendo amparado por familiares; assassino (de camisa vermelha) é dominado por populares


A polícia investiga o crime, mas, até o momento, nenhum suspeito foi preso.


JÁ TINHA ESCAPADO DE ATENTADO


Segundo a polícia, Danilo Almeida já tinha passagem por tráfico de droga e, em 2019, escapou de um ataque a tiros enquanto saía de uma festa no bairro Motor, em Eunápolis, com o amigo Fagner Silva de Assis.


Fagner, que já tinha sido preso por furto, foi assassinado no último mês de abril, aos 28 anos. O corpo foi encontrado com perfurações de faca e arma de fogo às margens de uma estrada vicinal no distrito de Vera Cruz. A caminhonete dele foi encontrada abandonada em Porto Seguro.


Link curto: https://bit.ly/2ZcYHGa

TÓPICOS:
Radar64

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu