Geral

'Vamos comprar um poeta" estreia no CCBB BH

Espetáculo dirigido por Duda Maia mistura música, poesia, teatro e movimento para estimular a imaginação do público infantojuvenil

Rastro101
Com informações do site O Tempo

18/09/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoInspirado no livro homônimo de Afonso Cruz, o espetáculo Vamos Comprar um Poeta conclui a a trilogia Três Histórias de Amor para Crianças, dirigida por Duda Maia, e composta pelas peças A Gaiola e Contos Partidos de Amor. A montagem estreia neste sábado no Teatro 1 do Centro Cultural Banco do Brasil BH, e segue em cartaz até 11 de outubro.

Vencedor do prêmio APCA, de São Paulo, na categoria Melhor Espetáculo Infantil, e com seis prêmios no CBTIJ (melhor espetáculo, coletivo de atores, direção, cenário, texto adaptado e iluminação), Vamos Comprar um Poeta tem, em seus créditos, adaptação de Clarice Lissovsky, direção musical de Ricco Viana, e elenco formado por Letícia Medella, Luan Vieira e Sergio Kauffmann.

O musical narra a chegada de um poeta à casa de uma família que mora em lugar fictício. Nesse lar, moram um pai, que só pensa em ganhar dinheiro uma mãe, que organiza todos os dias os trabalhos domésticos uma menina esperta e curiosa que gosta de entender o significado das coisas e um menino, que adora fazer contas. A menina pede aos pais para comprar um poeta. E a partir da chegada do Poeta a ideia de produtividade dos moradores da casa começa a se transformar.

Vamos Comprar um Poeta ensina os pequenos a observar borboletas, compor os próprios poemas e a dar abraços. A montagem cria uma divertida reflexão sobre a nossa capacidade de invenção, a amizade e a despedida, com uma encenação lúdica e dinâmica.

“Esse texto é um manifesto lúdico, dedicado ao artista que habita em cada ser humano, especialmente nas crianças. É uma maneira de poder falar com poesia e delicadeza sobre a importância da arte na vida das pessoas. Dirigir Vamos Comprar Um Poeta no cenário atual é realizar uma relevante homenagem à cultura”, destaca a diretora Duda Maia.

Paralelamente às apresentações, Duda Maia e o diretor de produção Bruno Mariozz ministram gratuitamente e em ambiente virtual (plataforma do zoom), as oficinas “O corpo que move e brinca” e “Arte é profissão”. As informações sobre inscrições serão divulgadas oportunamente.

No dia 2 de outubro, acontece a oficina “O corpo que move e brinca”, que abordará a relação do corpo com a musicalidade e espacialidade. Voltada para professores, orientadores, psicólogos, assistentes sociais e artistas, a iniciativa pretende mostrar aos participantes a importância do corpo no trabalho com crianças.  “Em um primeiro momento vamos dialogar sobre noções básicas de anatomia, fazendo com que cada aluno tenha a oportunidade de conhecer sua estrutura óssea. A partir desta conscientização e com mais domínio sobre o assunto, eles serão capazes de desenvolver um trabalho de improvisação que amplie seu vocabulário corporal e ao mesmo tempo estimulados a trabalhar com as crianças de forma mais livre, consciente e sem sobrecarga muscular. Trata-se de utilizar o corpo brincante para se relacionar com o outro de forma inteligente, saudável, harmônica e criativa. Após essa parte vamos abrir um roda de conversa para que as experiências profissionais e da prática realizada, possam ser divididas e fomentadas no grupo”, explica Duda.

Já no dia 4, Bruno Mariozz conduz a oficina “Arte é profissão”. Direcionada a alunos de escolas públicas e/ou beneficiários de ONGs, o encontro irá introduzir o conhecimento das diferentes profissões artísticas, estimulando os participantes a entender, organizar, refletir, debater e expressar seu viés criativo.  “Trata-se de um projeto social-político que colocará o jovem participante no lugar de sujeito ativo, potencializando novas oportunidades, ampliando sua visão de mundo e o estimulando a empreender uma nova jornada. Plantar essa semente é um trabalho de empoderamento relevante”, sublinha ele.

Serviço

Musical “Vamos Comprar um Poeta”

CCBB BH - praça da Liberdade, 450

Dias e horários: sábados e domingos, às 11h e 16h. Segundas-feiras, às 16h

Classificação: livre

Telefone: 3431-9503.

 

Link curto: https://bit.ly/3An9LOF

TÓPICOS:
Artes Cênicas

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu