Esporte

Sindicato pede não retorno de servidores ao trabalho presencial no TJ-BA

O Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Judiciário (Sintaj) recomendou aos servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que não retornem ao trabalho presencial até a realização de uma assembleia da categoria, a ser realizada na

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

19/07/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias O Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Judiciário (Sintaj) recomendou aos servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que não retornem ao trabalho presencial até a realização de uma assembleia da categoria, a ser realizada na próxima quarta-feira (21). As atividades presenciais estão sendo retomadas no TJ-BA nesta segunda-feira (19).

 

De acordo com o Sintaj, "apesar da redução dos índices de internação estarem reduzindo, a entidade acredita que o proposto pela administração do TJ não leva em consideração o fato de que a maioria dos servidores e servidoras do judiciário baiano ainda não estejam imunizados". A entidade sindical lembra que cerca de 30% da população está vacinada com a 1ª dose, "não estando completo, portanto, o ciclo vacinal propalado pelos epidemiologistas".

 

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud), por sua vez, recomenda aos servidores a adotar os protocolos de segurança para prevenir o contágio da Covid-19. "Utilizar álcool em gel, máscaras e manter o distanciamento social nas unidades judiciais é imprescindível para o cuidado com a saúde do servidor",alerta o presidente da entidade Zenildo Castro. O Sinpojud pediu ainda que possíveis irregularidades quanto a falta de biossegurança devem ser comunicadas imediatamente para que a diretoria possa cobrar a garantia da segurança dos trabalhadores e trabalhadoras.

Link curto: https://bit.ly/2VY3YQu

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu