Geral

Paraguai troca ministros após onda de protestos por má gestão da pandemia

População critica atraso na campanha de vacinação e falta de remédios e suprimentos nos hospitais

Rastro101
Com informações do site O Tempo

07/03/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO presidente do Paraguai, Mario Abdo, anunciou que fará mudanças em seu gabinete ministerial, após o país ter uma onda de protestos violentos contra a forma como o governo tem administrado a pandemia do novo coronavírus. Entre sexta-feira e sábado, ao menos 21 pessoas - nove manifestantes e 12 policiais - ficaram feridas, conforme informações da imprensa local.

A população questiona a falta de remédios e suprimentos nos hospitais, além de atraso no processo de vacinação no país.

Neste sábado, o ministro das Tecnologias da Informação e da Comunicação, Juan Manuel Brunetti postou em sua conta no Twitter que o presidente escuta os cidadãos e tem a melhor predisposição para poder fazer deste segundo mandato um bom período. Brunetti também disse que os cargos (dos ministros) estão à disposição do presidente.

Protestos violentos foram registrados na noite de sexta-feira em torno do Congresso contra a insuficiência de recursos nos hospitais e o que os paraguaios consideram ser uma má gestão da pandemia.

O colapso dos hospitais levou à saída do ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, na sexta-feira. Em seu lugar, Julio Borba foi nomeado interinamente, segundo nota da presidência. Borba era até sexta-feira vice-ministro de Assistência Integral à Saúde e Previdência do Ministério da Saúde.

Também vão deixar o governo Eduardo Petta, ministro da Educação, Juan Ernesto Villamayor, chefe de gabinete, e Nilda Romero, do Ministério da Mulher.

No início, centenas de pessoas saíram às ruas pacificamente para exigir a renúncia do presidente, mas a manifestação se tornou violenta com confrontos com a polícia, que respondeu com balas de borracha e gás lacrimogêneo. No sábado, novas manifestações foram registradas no leste do país.

O Paraguai registrou 165.811 casos positivos e 3.278 óbitos por covid-19 até o sábado, segundo o último relatório do ministério da Saúde do país. 

Link curto: https://bit.ly/3bo8oVQ

TÓPICOS:
Crise

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu
'; $("#conteudoMateria br:eq(2)").after(pub); //$('#conteudoMateria').find('br:nth-child(1)').after(pub); });