Geral

Cirurgião das celebridades morre por Covid após paciente tossir no rosto dele

Médico realizava preenchimento labial em uma mulher quando teria sido infectado pelo novo coronavírus

Rastro101
Com informações do site O Tempo

11/01/2021 por Redação, atualizado em 11/01/2021 às 10h18 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO cirurgião plástico Payman Simoni, conhecido como médico das celebridades em Beverly Hills, nos Estados Unidos, morreu em decorrência das complicações da Covid-19. De acordo com o jornal TMZ, ele foi infectado por uma paciente que tossiu durante um procedimento estético.

As informações são de que Simoni realizava um preenchimento labial, quando a paciente não se conteve e expeliu as partículas. Ela estava sem máscara. Testemunhas relataram que, mesmo com a pandemia, o médico continuou os atendimentos. 

Na clínica em que ele atendia, os pacientes tinham a temperatura corporal aferida e preenchiam um formulário, mas o teste não era solicitado. Posteriormente, a mulher testou positivo para o novo coronavírus e Simoni também.

O médico entrou em quarentena e, dias depois, começou a sentir os sintomas da doença. Ele foi internado em um hospital de Los Angeles, mas não resistiu e morreu na última sexta-feira (8). Simoni tinha 50 anos.

Simoni não era negacionista, mas minimizava os números da pandemia. Ele chegou a afirmar que o pânico afetava mais pessoas do que a própria doença, e que os dados noticiados eram divulgados com alarde desproporcional. 

Em uma publicação nas redes sociais, ele brincou que, a cada 20 aplicações de botox, os pacientes ganhariam de brinde um pacote de rolo de papel higiênico. 



Link curto: https://bit.ly/3ozDHkU

TÓPICOS:
Beverly Hills

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101

cachedMais notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu