Economia

Bahia bate recorde negativo e desemprego atinge 20,7%

Os dados foram divulgados pelo IBGE

Informações: A Tarde
27/11/2020 por Redação, atualizado em 27/11/2020 às 17h44 por Redação

ReproduçãoReproduçãoNo 3º trimestre de 2020, o mercado de trabalho baiano seguiu quebrando recordes negativos, e a taxa de desocupação no estado chegou a 20,7%, apontam dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira, 27.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Ficou acima da verificada no 2º trimestre (19,9%), a maior até então, e bem mais elevada do que a registrada no 3º trimestre de 2019 (16,8%). Manteve-se a mais alta do país e se tornou a maior taxa para a Bahia desde o início da série histórica da PNAD Contínua Trimestral, em 2012.

Entre julho e setembro, no Brasil, a taxa de desocupação foi de 14,6%, também a maior da série histórica. O indicador da Bahia (20,7%) foi mais que o triplo do verificado em Santa Catarina (6,6%), que tem a menor taxa dentre os estados.

A taxa de desocupação mede a proporção de pessoas de 14 anos ou mais de idade que estão desocupadas (não trabalham e procuraram trabalho) em relação ao total de pessoas que estão na força de trabalho, seja trabalhando (pessoas ocupadas) ou procurando (desocupadas).

Link curto: https://bit.ly/37fd4Kv

TÓPICOS:
Desemprego bahia recorde

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu