Geral

Rússia cita "cortina de ferro" entre país e o Ocidente

Otan já mobiliza contingente militar em países vizinhos ao conflito e governo russo aponta tensões diplomáticas

Rastro101
Com informações do site O Tempo

30/06/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO chefe da diplomacia da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou nesta quinta-feira  (30) que uma cortina de ferro está descendo entre a Rússia e o Ocidente devido às tensões diplomáticas provocadas pela guerra na Ucrânia. A cortina de ferro, de fato, já está descendo, disse Lavrov em entrevista coletiva em Minsk, Belarus, em referência à famosa frase proferida pelo ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill em 1946, após a Segunda Guerra Mundial.

Eles (os ocidentais) devem ter cuidado... o processo já começou, afirmou. De acordo com Lavrov, a UE não mostra nenhum interesse em compreender os interesses russos e suas decisões são determinadas por Washington (sede do governo dos Estados Unidos).

A reunião de cúpula da Otan desta semana demonstra que os Estados Unidos querem submeter todos os Estados a sua vontade, acrescentou o ministro. Esta cortina de ferro foi erguida pelos próprios ocidentais, disse o ministro das Relações Exteriores de Belarus, Vladimir Makei. A Otan já mobilizou cerca de 330 mil soldados em países membros que ficam no limítrofe entre Rússia e Ucrania.  (AFP)

Link curto: https://bit.ly/3AcbCsx

TÓPICOS:
Tensão Na Europa

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu