Geral

Manifestação de professores de Eunápolis interdita BR-101 durante a manhã

Categoria, que está há 52 dias em greve, reivindica mais investimentos na educação pública e critica falta de diálogo

.

Radar64
10/06/2022 por RADAR64

Divulgação/Radar64Divulgação/Radar64

Em greve há mais de 50 dias, os professores da rede municipal de ensino de Eunápolis promoveram, na manhã desta quinta-feira (9), uma manifestação na BR-101, no trecho urbano da cidade. Durante duas horas, todo o fluxo de veículos ficou interrompido na rodovia e nas vias paralelas.


Conforme haviam combinado com a Polícia Rodoviária Federal, às 10h os manifestantes deixaram o local e percorreram a Avenida Porto Seguro em direção à Praça da Bandeira, onde o protesto seria encerrado.


Além dos professores, também participaram pais de estudantes da rede municipal e alunos do IFBA. Estes protestavam contra os cortes de verbas do governo para instituições federais de ensino.


FALTA DE DIÁLOGO – A diretora da APLB/Sindicato, Jovita Lima, disse que a manifestação desta quinta-feira foi por mais respeito, mais investimentos na educação pública e em protesto pela falta de diálogo por parte da prefeitura. “Mais uma vez estamos na rua para dizer não ao que está acontecendo com a educação pública de Eunápolis”, afirmou. “Estamos há 52 dias em greve e, até o momento, não houve diálogo”, criticou.


A diretora da APLB/Sindicato, Jovita Lima

Segundo Jovita, o protesto foi um movimento unificado de pais, alunos e professores. “Pela primeira vez em 52 dias de greve, estamos interditando a BR-101 como último recurso para chamar atenção do poder público e da sociedade eunapolitana”, ponderou.


FALTA DE INVESTIMENTO – Jovita pediu que pais de alunos compareçam às escolas onde seus filhos estudam para conferir como está a infraestrutura dos prédios. “Se tem ar condicionado nos banheiros do Pedrão, o mínimo que devemos ter nas escolas é porta nos banheiros e ventiladores. Então eu peço aos pais que visitem a escola de seu filho e exijam que a educação funcione com qualidade social”, afirmou.


Todo o fluxo de veículos ficou interrompido na rodovia e nas vias paralelas

FALTA DE TRANSPARÊNCIA – Os professores também continuam reivindicando o reajuste de 33,24% no piso salarial e, principalmente, a divulgação de planilhas de gastos públicos que justifiquem a negativa da prefeitura em conceder esse índice.


RETORNO PARCIAL – As aulas da rede municipal de Eunápolis foram retomadas parcialmente no último dia 10 de maio, depois de uma decisão liminar da desembargadora Regina Helena Santos e Silva, do Tribunal de Justiça da Bahia, que determinou o retorno de 50% dos professores ao trabalho.


A Secretaria Municipal de Educação de Eunápolis informou que as negociações salariais com o sindicato da categoria sempre estiveram em pauta e as propostas estão em negociação.


Segundo a secretaria, o município propôs novo reajuste salarial da categoria de R$ 4.201,00, “bem acima do piso nacional, que estabelece o valor de R$ 3.845, 63”.


.


Link curto: https://bit.ly/3zCT3x8

TÓPICOS:
Radar64

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101

cachedMais notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu