Geral

Biden pede proibição da venda de armas de assalto a particulares

"Quantas matanças mais estamos dispostos a aceitar?", questionou o presidente dos EUA em pronunciamento transmitido pela TV

Rastro101
Com informações do site O Tempo

03/06/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu nesta quinta-feira (2) aos congressistas que aprovem a proibição da venda a particulares de armas de assalto e carregadores de alta capacidade, para ajudar a conter os tiroteios em massa no país.

Quantas matanças mais estamos dispostos a aceitar?, questionou Biden em pronunciamento transmitido pela TV, acrescentando que, se a proibição não for obtida, a idade para comprar essas armas deveria ser aumentada de 18 para 21 anos. Os Estados do país possuem leis diferentes para o comércio de armas e metade tem regras mais brandas. 

O apelo de Biden foi direcionado principalmente ao Senado, casa na qual cada partido hoje tem 50 assentos. Segundo a regra conhecida como filibuster, é necessária uma maioria de 60 votos a favor para que uma lei seja aprovada–ou seja, dez republicanos precisam pular o muro.

Além de pressionar congressistas, Biden voltou a criticar o lobby pró-armas no país, dizendo ser necessária uma revogação do que chamou de imunidade dos fabricantes. Sobre ataques recentes que abalaram o país, Biden expressou condolências aos familiares das vítimas.

Em ambos os lugares, passamos horas com centenas de familiares, que estavam quebrados, cujas vidas nunca mais serão as mesmas, disse ele. Eles tinham uma mensagem para todos nós: Faça alguma coisa. Apenas faça algo. Pelo amor de Deus, faça alguma coisa.

O pronunciamento se deu em meio à retomada do debate sobre o controle de armas no país. Nesta quinta-feira, mais um tiroteio foi registrado nos EUA. Já são mais de 200 desde o início do ano. O mais marcante deles aconteceu na cidade de Uvalde, no Texas, quando um atirador de 18 anos matou 19 crianças e duas professoras em uma escola. 

(Com AFP e Folhapress)


 

Link curto: https://bit.ly/3GLbLnW

TÓPICOS:
Ataques A Tiros

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu