Geral

Morre cadeirante baleado na praça do Pequi; segunda vítima de ataque segue internada

Cidades - com informações do LiberdadeNews

Rastro101
Com informações do LiberdadeNews

24/04/2022 por Redação

/

Eunápolis: O cadeirante que foi baleado na noite de sexta-feira (22), na praça principal do bairro Pequi, em Eunápolis, não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois no Hospital Regional.

Atingido por três tiros na cabeça, Geovani Correia Santos, 27 anos, ficou mais de meia hora aguardando o socorro médico. Aflitos, os familiares resolveram levá-lo para o hospital em um carro próprio, mas ele não resistiu. Os autores do homicídio, conforme apurou a polícia, estavam a pé.

De acordo com a polícia, Geovani havia perdido os movimentos das pernas depois de sofrer uma tentativa de homicídio. Não há informação de quando o crime aconteceu.

OUTRO BALEADO – Poucos minutos após o crime que vitimou Geovani, outra pessoa também foi baleada a cerca de 600 metros da praça do Pequi. Cleiton Sena da Cruz, 32 anos, foi atingido por dois tiros na cabeça e um no braço, na Rua Esmeralda, imediações do Espaço do Rondelli. Os autores teriam fugido em uma moto. Ele foi resgatado pelo Samu e está internado no Hospital Regional.

Cleiton Sena já tinha sido preso por homicídio. Em janeiro de 2015, ele matou o aposentado Itamar Santos da Silva, de 48 anos, com uma facada no peito. O crime ocorreu em plena luz do dia, na Feira do Bueiro, região central da cidade. Segundo testemunhas, Cleiton estava alucinado pelo efeito de substância entorpecente.

A polícia ainda investiga se os dois crimes da noite de sexta-feira, no Pequi, foram cometidos por um mesmo grupo de bandidos e qual pode ter sido a motivação.

Fonte: Radar64

Link curto: https://bit.ly/3xPvuQP

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu