Geral

Professores de Belmonte acampam em frente à prefeitura pelo cumprimento do reajuste de 33,24%

Categoria diz que mantém greve porque prefeito Bebeto Gama continua irredutível em negociar com os professores

.

Radar64
20/04/2022 por RADAR64

Divulgação/Radar64Divulgação/Radar64

Ainda sem acordo com a Prefeitura de Belmonte sobre o cumprimento do reajuste de 33,24% do piso nacional, os professores da rede municipal mantêm a greve, que já dura mais de uma semana. Dando prosseguimento aos protestos, eles acamparam em frente ao prédio do Executivo nesta quarta-feira (20).


A APLB/Sindicato, representante da categoria, afirma que o prefeito Bebeto Gama continua irredutível quanto às possibilidades de negociação e se nega a atender as reivindicações dos profissionais da educação, que incluem o reajuste obrigatório de 33,24% do piso nacional, as reformas das escolas do município, o transporte escolar para os alunos da zona rural, além de contratação de pessoal para alunos com necessidades especiais.


Professores da rede municipal de Belmonte mantêm a greve, que já dura mais de uma semana

A Prefeitura de Belmonte, por sua vez, alega que não tem recursos para pagar o reajuste determinado pelo governo federal. Segundo a APLB, na única reunião que Bebeto Gama e sua esposa, a secretária de Finanças Eunice Gama, tiveram com a categoria, no dia 12 de abril, apresentaram dados que não “batem” com os valores que constam no site do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios).


ESTRADAS BLOQUEADAS – Na manhã da última segunda-feira (18), os professores de Belmonte fecharam três pontos de entrada e saída da cidade, próximo ao distrito de Barrolândia, como forma de protesto pela falta de propostas da atual gestão para a categoria.


.


Link curto: https://bit.ly/3uZpzqP

TÓPICOS:
Radar64

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu