Geral

Morador de Eunápolis, desenvolvedor cego trabalha no maior aplicativo de pagamento do país

Aos 26 anos e autodidata, Josiel Santos é um exemplo de inclusão no mercado de trabalho e busca incentivar outras pessoas com deficiência

.

Radar64
03/04/2022 por RADAR64

Divulgação/Radar64Divulgação/Radar64

Morador da Praça da Liberdade, no centro de Eunápolis, Josiel Alves dos Santos, que é cego, é um expert em tecnologia. Aos 26 anos, ele trabalha atualmente como desenvolvedor back-end do PicPay. Antes de conseguir uma vaga no maior aplicativo de pagamentos do país, ele trabalhou em outras empresas de tecnologia durante seis anos.


APRENDEU SOZINHO – Josiel é programador autodidata. Ele passou a se interessar pela área de informática quando ainda era criança. Com um computador emprestado de uma prima, pesquisava e acessava sites de pessoas cegas que disponibilizavam apostilas sobre programação.


Já com equipamento próprio, continuou utilizando apostilas e vídeos para se aprofundar e aprender novas linguagens.


Aos 26 anos, Josiel trabalha como desenvolvedor back-end do PicPay

APOIO DA FAMÍLIA – A fim de que Josiel tivesse acesso a uma escola para pessoas com deficiência (PCDs) e conseguisse se desenvolver na área da tecnologia, a mãe se mudou com ele para São Paulo. Quando terminaram os estudos, foi para o Rio de Janeiro, mas há dois anos e meio voltou para Eunápolis, onde mora sua família.


INCENTIVO – O eunapolitano busca incentivar o ingresso de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Segundo ele, mesmo sendo mais difícil, há espaço para as pessoas com deficiência, que podem fazer o que quiserem.


.


Link curto: https://bit.ly/36KMehm

TÓPICOS:
Radar64

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu