Geral

Estados iniciam processo para liberar máscara

Somente 7 capitais mantêm a obrigação do equipamento para evitar Covid-19

Rastro101
Com informações do site O Tempo

19/03/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoNove Estados brasileiros e o Distrito Federal desobrigaram o uso de máscara em ambientes abertos ou fechados, e nove capitais também seguiram o movimento. Agora, somente sete capitais brasileiras – Aracaju, Belém, Fortaleza, João Pessoa, Recife, Salvador e Palmas – mantêm a obrigatoriedade do uso de máscara em qualquer ambiente. A tendência, como tem-se comprovado com a publicação de decretos ao longo deste mês, é que o uso do item de segurança seja cada vez mais flexibilizado, mas especialistas recomendam que, em algumas situações, os cidadãos ainda escolham utilizar a máscara mesmo sem a exigência oficial.

Em Minas Gerais, diferentemente de São Paulo e do Rio de Janeiro, que desobrigaram o uso de máscara em locais fechados indiscriminadamente para todas as cidades, o governo estadual limitou a recomendação às cidades que tenham 80% da população vacinada com a segunda dose do imunizante contra a Covid-19 e 70% também com o reforço. Em todo o Estado, quase 77% da população recebeu a segunda dose, e 48%, a terceira. Em São Paulo, os números chegam a 84,5% e 45,3% e, no Rio, 70,5% e 29,4%, respectivamente.

A letalidade da doença em Minas é inferior à dos dois outros Estados: em terras mineiras, ela é de 1,8%, enquanto chega a 3,2% e a 3,5% em São Paulo e no Rio, nessa ordem. 

Diretor executivo do Instituto Questão de Ciência, que também desenvolve um observatório de políticas públicas, Paulo Almeida avalia que falta uma política nacional para balizar a decisão. “O ideal seria haver uma diretiva nacional que considerasse a realidade regional, mas isso não ocorreu desde o começo da pandemia. Retirar a obrigatoriedade da máscara em locais externos já gerou um impacto positivo na perspectiva da população, então não haveria necessidade de fazer isso também em ambientes internos agora, do ponto de vista de uma política comportamental”, pondera.

Comunicação. Almeida defende que, após a desobrigação do uso de máscara em locais abertos, deveria haver reforço na comunicação sobre os riscos dos locais fechados. O Estado do Rio de Janeiro deixou as cidades livres para escolherem se manteriam a obrigatoriedade do uso de máscara. 

Já o médico e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Rodrigo Stabeli lembra que, a despeito de decretos dos governos, as regras de proteção contra a Covid são as mesmas. “Se você estiver a menos de dois metros de uma pessoa e for permanecer ali por mais de 15 minutos, é importante que use máscara”, recomenda o especialista. 

 

 

Link curto: https://bit.ly/3JpfgBb

TÓPICOS:
Flexibilização

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu