Geral

Polícia identifica suspeito de matar jovem pataxó; vítima reclamou de som alto

Polícia - com informações do LiberdadeNews

Rastro101
Com informações do LiberdadeNews

15/03/2022 por Redação


/

Porto Seguro: A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a morte do indígena da tribo Pataxó, Vitor Braz de Souza, 22 anos, assassinado a tiros, nesta segunda-feira (14), na localidade de Ponta Grande, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. O autor dos disparos já foi identificado e é procurado.




Segundo o delegado Wendel Ferreira, responsável pelas investigações, cinco testemunhas foram ouvidas.



Já temos o nome do suspeito e já estamos fazendo diligencia. Vamos esperar para qualificar ele direito e pedir a prisão, disse o delegado.


O corpo de Vitor foi enterrado na tarde desta segunda-feira. A vítima era uma das jovens lideranças da tribo na região, foi morto após reclamar do som alto durante a realização de uma festa, que acontecia nas proximidades da praia da Ponta Grossa.



De acordo com os pataxós, a área onde acontecia o evento é um território indígena ainda não homologado.



A Polícia Civil diz que o autor dos disparos foi um homem ainda não identificado. Ele teria efetuado os tiros após Vitor reclamar do volume de um som. Ainda segundo a policia, agentes seguem nas buscas para identificar e prender o autor do crime.



Após ser baleado, Vitor chegou a ser encaminhado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fonte: G1

Matérias relacionadas

Festa onde índio pataxó foi morto não tinha autorização da Prefeitura de Porto Seguro

Indígena é morto após reclamar de som alto em festa perto de aldeia em Porto Seguro



Link curto: https://bit.ly/36lF0Qg

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu