Geral

Ucrânia lança site para estrangeiros se alistarem: Brasil está incluído

O país já recebeu mais de cem cartas de brasileiros se voluntariando para lutar ao lado das tropas

Rastro101
Com informações do site O Tempo

06/03/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoA Ucrânia está pedindo ajuda a voluntários de outros países para combater a invasão russa. O governo do país colocou no ar um website - fightforua.org - para recrutar estrangeiros para o que chamou de Legião Estrangeira. A iniciativa vem na esteira de repetidos pedidos do presidente Volodimir Zelenski para que pessoas de fora se juntem à luta.

O gabinete do governo anunciou o lançamento do site no sábado (5), falando que os estrangeiros participarão de uma luta justa com o agressor. Um dos passos é que o interessado contate a embaixada da Ucrânia em seu respectivo país. Ainda de acordo com o site, o contrato com o governo ucraniano pode ser assinado na chegada ao país.

No dia 1º, Zelenski assinou um decreto concedendo isenção de visto na Ucrânia para voluntários estrangeiros. Em seguida, o ministro das Relações Exteriores, Dmitro Kuleba, disse que mais de 1.000 cidadãos de outros países expressaram sua vontade de se juntar ao Exército ucraniano. Segundo o Ministério da Defesa, até este sábado mais de 66 mil homens retornaram do exterior para se juntar à luta.

A Ucrânia já recebeu mais de cem cartas de brasileiros se voluntariando para lutar ao lado das tropas ucranianas, informou o encarregado de negócios da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach. Ele acrescentou, contudo, que a embaixada no Brasil não faz alistamento para a Legião Estrangeira nem campanha para adesão. As autoridades ucranianas proibiram homens entre 18 e 60 anos de deixar o país, para que possam se juntar aos combates. (Folhapress)

Link curto: https://bit.ly/3hEhe4m

TÓPICOS:
Tentativa De Reforço

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu