Geral

Febraban e ABBC doam R$ 1,2 milhão para estados atingidos pelas chuvas

Valor será doado para estados da Bahia, de Minas Gerais, do Tocantins e do Maranhão

Rastro101
Com informações do site O Tempo

19/01/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoA Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) vão doar R$ 1,2 milhão para os estados da Bahia, de Minas Gerais, do Tocantins e do Maranhão para ajudar na recuperação dos estragos causados pelas chuvas que atingiram essas unidades da Federação. O anúncio da doação foi feito pelas redes sociais pelo ministro da Cidadania, João Roma.

Em uma série de tuites, Roma disse que as duas entidades se unem à Caixa, ao Banco do Brasil e ao Banco do Nordeste na mobilização e união de esforços para reconstruir a vida da população que ainda sofre as consequências dessa tragédia.

O ministro também destacou instituições como o Sistema S, que também protagonizam ações que só mostram o quanto a união é importante para construir um recomeço digno para esses cidadãos. Fico muito feliz e agradecido a essas instituições que estão trabalhando para construir uma nova página na história desses municípios e da sua população, tuitou.

Recursos federais

Até o momento, o governo federal garantiu cerca de R$ 188 milhões para as localidades afetadas pelos temporais. Desse total, R$ 140 milhões estão assegurados para a Bahia e R$ 48 milhões para Minas Gerais, estados que estão em situação mais crítica.

“Estamos levando todo o apoio às regiões atingidas pelas fortes chuvas deste verão, orientando prefeitos a enviarem as solicitações de recursos e oferecendo apoio técnico para o levantamento dos estragos. Queremos agilizar a liberação do dinheiro para o restabelecimento de serviços e, posteriormente, para a reconstrução da infraestrutura afetada”, disse na semana passada o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Link curto: https://bit.ly/3rusi8v

TÓPICOS:
Recuperação

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101

cachedMais notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

menu