Geral

Queiroga aposta nos autotestes para diminuir pressão nos postos de saúde

Ministério da Saúde enviou pedido à Anvisa na quinta-feira (13) para liberar acesso a essa modalidade de testagem de Covid-19

Rastro101
Com informações do site O Tempo

14/01/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO ministro da Saúde Marcelo Queiroga reiterou na manhã desta sexta-feira (14) que a disponibilização dos autotestes de Covid-19 tende a reduzir a pressão nos postos de saúde durante a nova onda de alta no índice de infecções pelo coronavírus, alavancada pela variante ômicron.

Segundo Queiroga, a necessidade de permitir o uso do autoteste, que depende de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é um assunto pacificado.

Isso também, de certa maneira, diminui a pressão sobre as unidades de saúde. Muita gente procura a unidade de saúde sem estar infectado, pressionando o sistema. Com essa possibilidade [do autoteste], a expectativa é não só de ampliar o número de diagnósticos como diminuir um pouco essa pressão sobre o sistema de saúde, declarou Queiroga aos jornalistas.

O Ministério da Saúde enviou uma solicitação de liberação dessa modalidade de teste na quinta-feira (13) para a Anvisa e aguarda apreciação da agência.

De acordo com a nota técnica enviada pela pasta, qualquer indivíduo, sintomático ou assintomático, independentemente de seu estado vacinal ou idade poderia aplicar em si mesmo o teste.

O ministério argumenta também que a procura por exames de Covid-19 “tem aumentado de forma exponencial” e “há grande demanda por testes rápidos na rede assistencial de saúde”. O crescimento da demanda se dá devido ao aumento de novos casos confirmados do coronavírus, causado pela variante ômicron. 

O TEMPO agora está em Brasília. Acesse a capa especial da capital federal para acompanhar o noticiário dos Três Poderes  

Link curto: https://bit.ly/3rjZyiU

TÓPICOS:
Prevenção

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu