Geral

Corpo de idosa arrastada pela enxurrada em Barretos (SP) é encontrado

Aposentada de 77 anos estava desaparecida desde quinta-feira (6)

Rastro101
Com informações do site O Tempo

09/01/2022 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO corpo da idosa que sumiu durante um temporal em Barretos, a 430 km de São Paulo, foi encontrado na manhã deste sábado (8) pelos Bombeiros. A aposentada Antônia Yoshida, de 77 anos, estava desaparecida desde quinta-feira (6) quando foi levada pela enxurrada durante as fortes chuvas que duraram pouco mais de uma hora e causaram estragos na cidade.

Segundo os bombeiros, o corpo de Antônia estava a 500 metros de onde desapareceu, preso em uma tubulação no sistema de água e esgoto entre a rua 16 e a avenida 31. Uma testemunha registrou em vídeo o momento em que ela some nas águas. O corpo de Antônia foi levado ao IML (Instituto Médico Legal), onde foi reconhecido pela família.

Desde quinta-feira (6) diversas equipes do Corpo de Bombeiros faziam buscas pela idosa, na área urbana e rural. Havia a suspeita de que a força das águas a tivesse levado a um córrego que corta a cidade e algumas propriedades rurais. A corporação chegou a usar drones nas buscas pela vítima.

Chuva

Segundo o Corpo de Bombeiros, Antônia dirigia um carro tendo como passageira a irmã, quando foi surpreendida pela enxurrada que deixou o veículo ilhado no cruzamento da avenida 37 com a rua 20.

A enxurrada teria aberto a porta do passageiro do carro da idosa que, assustada, desceu do veículo na tentativa de fechá-la. Nesse momento, a mulher foi arrastada pela enxurrada e desapareceu.

Antônia Yoshida era natural de São Carlos e morava no bairro Primavera, em Barretos.

O forte temporal que atingiu Barretos, na tarde de quinta-feira (6), começou por volta das 13h15 e terminou próximo ao horário de 14h30. A enxurrada provocou o desabamento da ponte que passa sobre o córrego Bairro Preto, que liga os bairros Cristiano Carvalho e Zequinha Amêndola, na avenida Fraternidade Paulista 1. No momento, não passava nenhum veículo pelo local.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 51mm na cidade em pouco mais de uma hora. O volume representa quase 30% do esperado para o mês de janeiro. Os bairros Cristiano Carvalho e Zequinha Amêndola, onde a ponte que desabou está localizada, tiveram o maior acumulado de chuva, com 128,1mm.

A chuva também impactou a área central da cidade. Dezenas de carros foram arrastados e parte do asfalto do encontro da rua 22 com a avenida 39 foi arrancado com a força da enxurrada, assustando moradores e comerciantes.

Por causas dos estragos, a Prefeitura decretou estado de calamidade pública, na cidade, na sexta-feira (7).

Link curto: https://bit.ly/332SQ8P

TÓPICOS:
Impacto Das Chuvas

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu