Geral

Bolsonaro diz que deve destinar R$ 200 milhões para a Bahia por meio de MP

Liberação deve ser feita no início de 2022 fortes chuvas que atingem região já deixaram 20 mortos

Rastro101
Com informações do site O Tempo

28/12/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoO presidente Jair Bolsonaro (PL) informou que o governo federal deve destinar R$ 200 milhões para mitigar os efeitos das chuvas que atingem a Bahia. Ele disse que deve editar uma Medida Provisória no início de 2022 para abrir o crédito extraordinário no Orçamento.

“Devemos agora, no início do ano que vem, assinar uma medida provisória com crédito suplementar de R$ 200 milhões para atender o pessoal. Vamos fazer tudo o que for possível por nossos irmãos na Bahia”, disse na segunda-feira (27) em São Francisco do Sul (SC), onde passa férias. O presidente deve retornar a Brasília em 3 de janeiro.

Bolsonaro também lembrou da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pela situação de calamidade para as pessoas atingidas como uma das medidas emergenciais.

“Isso [temporal] começou no fim de novembro, se agravou antes do Natal e agora depois do Natal teve uma nova agravada. Temos várias instituições nossas lá, vários ministérios trabalhando para minimizar o sofrimento. A Caixa Econômica também vem liberando o Fundo de Garantia do pessoal”, disse.

As fortes chuvas nos últimos dias, registradas principalmente nas cidades da região Sul da Bahia, já deixaram 20 mortos. Segundo a Defesa Civil, 31.405 pessoas estão desabrigadas e precisam de alojamento fornecido pela prefeitura, enquanto 31.391 estão desalojadas e precisaram sair de suas casas. Ao todo, 116 municípios foram afetados e 100 decretaram situação de emergência.

Bolsonaro esteve na região em 12 de dezembro, alguns dias após o primeiro pico dos temporais, e fez um sobrevoo nas cidades afetadas, mas não sinaliza nova visita à Bahia.

O governo federal criou uma força-tarefa e estabeleceu uma base de apoio em Ilhéus para ajudar a socorrer as populações afetadas na Bahia e no Norte de Minas Gerais, que também sofre com fortes chuvas.

Para isso, ao menos dois ministros foram para o local: o da Saúde, Marcelo Queiroga, e o da Cidadania, João Roma. O governador da Bahia, Rui Costa (PT), também atua na força-tarefa.

O TEMPO agora está em Brasília. Acesse a capa especial da capital federal para acompanhar o noticiário dos Três Poderes.

Link curto: https://bit.ly/3z2YRha

TÓPICOS:
Temporais

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu