Geral

Ministro de Madagascar nada por 12 horas após helicóptero cair no mar

Em um vídeo postado nas redes sociais, ele, que tem 57 anos, aparece exausto e diz: 'Hora de morrer não chegou para mim'

Rastro101
Com informações do site O Tempo

22/12/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoUm ministro de Madagascar foi um dos dois sobreviventes da queda de um helicóptero na costa nordeste da grande ilha africana e ele nadou por quase 12 horas até chegar à terra, informaram autoridades malgaxes.

Nessa terça-feira (21), continuava a busca por outros dois passageiros após o acidente ocorrido na véspera e cujas causas ainda não foram apuradas, indicaram a polícia e as autoridades portuárias.

O general Serge Gelle, secretário de Estado da Polícia do país, e um colega da instituição chegaram à terra na cidade costeira de Mahambo, separadamente, na manhã desta terça-feira, aparentemente após saltarem da aeronave, de acordo com o chefe da autoridade portuária, Jean Edmond Randrianantenaina.

Em um vídeo postado nas redes sociais, Gelle, de 57 anos, aparece exausto deitado em uma espreguiçadeira, ainda com o uniforme camuflado.


♦️Le GDI Serge GELLE, un des passagers de lhélicoptère accidenté hier a été retrouvé sain et sauf ce matin du côté de Mahambo.
☑️ Les sapeurs sauveteurs de la 4°UPC ont également retrouvé le carcasse de lhélicoptère au fond de la mer. pic.twitter.com/sP2abwTMwB
— Ministère de la Défense Nationale Madagascar (@MDN_Madagascar) December 21, 2021
  A hora de morrer ainda não chegou para mim, declarou o general, acrescentando que sentia frio, mas não havia sofrido lesões. Gella tornou-se ministro em agosto passado, no quadro de uma remodelação do gabinete após três décadas de serviço na Polícia. O helicóptero o transportava junto com outras autoridades para inspecionar o local onde ocorreu um naufrágio na segunda-feira, na costa nordeste do país insular. Pelo menos 21 pessoas morreram e outras 60 foram declaradas desaparecidas no desastre, de acordo com o último balanço oficial, desta terça-feira. Zafisambatra Ravoavy, outro general da polícia, disse à AFP que Gelle usou um dos assentos do helicóptero como bóia. “Ele sempre mostrou muita resistência, no esporte, e a menteve mesmo como ministro, como se tivesse 30 anos”, disse. Ele tem nervos de aço, acrescentou para explicar o feito.

Link curto: https://bit.ly/3qlozcQ

TÓPICOS:
Sobrevivente

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu