Esporte

CAAB retoma campanha de vacinação contra a gripe H1N1 com atendimento no CCJM

Com o surgimento da variante Influenza H3N2 Darwin no Brasil, inclusive em Salvador, onde já provocou duas mortes, as autoridades sanitárias alertam para a importância da vacinação contra a gripe H1N1

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

20/12/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias Com o surgimento da variante Influenza H3N2 Darwin no Brasil, inclusive em Salvador, onde já provocou duas mortes, as autoridades sanitárias alertam para a importância da vacinação contra a gripe H1N1. Com o objetivo de colaborar com a gestão municipal de Salvador, que colocou em prática o Mutirão de Vacinação contra a Influenza, a Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia (CAAB) retoma sua campanha de vacinação imunizando advogados e advogadas contra a H1N1.

 

A ação ocorrerá no Centro de Cultura João Mangabeira (CCJM) desta segunda-feira (20) até quinta-feira (23) com atendimento das 8h30 às 17h, por ordem de chegada. No local os associados terão estacionamento gratuito.

 

Médicos infectologistas e especialistas lembram que mesmo não sendo específica para a variante H3N2 Darwin, a vacina trivalente contra o H1N1, que será disponibilizada pela CAAB, ajuda a amenizar os efeitos em quem foi infectado.

 

De acordo com Eduardo Medeiros, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretor científico da Sociedade Paulista de Infectologia (SPI), não é tarde para se vacinar contra a H1N1. "Embora a atual cepa que está predominando, a H3N2 Darwin, possa ter apresentado mutações que diminuem a eficácia da vacina atual, quem não se vacinou deve, sim, ser vacinado. Espacialmente idosos, imunodeprimidos e gestantes, que podem apresentar quadros mais graves caso sejam infectados pelo vírus da gripe. A vacina trivalente nos defende contra outros subtipos de Influenza e também pode ajudar a proteger da nova variante H3N2 Darwin", pontua.

 

Os especialistas afirmam ainda que a vacina contra a gripe usada no Brasil tem em sua composição a H3N2, mas não se trata da variante Darwin. "Mesmo assim, a vacina à disposição ajuda a pelo menos reduzir hospitalização. Então, a vacina contra o H1N1 oferece alguma proteção e isso é importante observar", disse a imunologista Cristina Bonorino, da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

 

Ela destaca ainda que os principais sintomas provocados pela Darwin são os mesmos da gripe comum como febre alta, dores nas articulações, nariz congestionado, tosse, inflamação na garganta e fortes dores de cabeça. Em algumas pessoas pode haver vômito e diarreia, especialmente em crianças. A prevenção pode ser feita estando atendo aos mesmos cuidados contra a covid-19: usar máscaras, lavar as mão frequentemente e evitar aglomerações.

 

Mesmo com a pandemia, a Caixa de Assistência manteve sua campanha de vacinação contra a H1N1. Nas duas últimas, em 2020 e 2021, foram aplicadas mais de 35 mil doses, imunizando advogados e advogadas em Salvador e nas 36 subseções da OBA-BA no interior do Estado. "Com o surgimento desse nova variante da gripe decidimos retomar a campanha para atender os colegas que ainda não se vacinaram contra a H1N1. Entendemos como uma ação importante e isso se confirma com as recomendações feitas por infectologistas, os quais confirmam que essa vacina reduz quadros de hospitalização", disse o presidente da CAAB, Luiz Coutinho.

Link curto: https://bit.ly/3qb6YEs

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu