Esporte

Tribunal Regional do Trabalho pune juíza com censura por quebra ilegal de sigilo

A juíza Adriana Maria dos Remédios Branco de Moraes está sendo investigada por perseguir, quebrar ilegalmente sigilos e de ter sido parcial no julgamento de ações que envolviam dois rapazes

Rastro101
Com informações do Bahia Notícias

05/12/2021 por Redação

Divulgação/Bahia NotíciasDivulgação/Bahia Notícias A juíza Adriana Maria dos Remédios Branco de Moraes está sendo investigada por perseguir, quebrar ilegalmente sigilos e de ter sido parcial no julgamento de ações que envolviam dois rapazes. O advogado João Victor Arantes Silva e o empresário Paulo Afonso de Paiva Arantes apontaram irregularidades na distribuição das ações disciplinares contra a juíza. 



 

De acordo com o Correio Forense, em sessão plenária no TRT-1, os desembargadores trabalhistas decidiram punir a juíza. Reconheceram que Adriana quebrou o sigilo do empresário Paulo Arantes de forma ilegal, sem a fundamentação necessária para o ato, e que também teria ferido o Código de Ética e a Lei Orgânica da Magistratura ao ter usado clandestinamente os serviços de sua enteada em funções exclusivas de servidores públicos, inclusive na redação de minutas de suas sentenças.

Link curto: https://bit.ly/3ImfB7k

TÓPICOS:
Bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu