Geral

Governo exonera mais uma servidora envolvida na extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista continua nos EUA e sequer teve nome incluído na lista de difusão vermelha da Interpol, sistema de alerta para captura de foragidos internacionais

Rastro101
Com informações do site O Tempo

03/12/2021 por Redação

Divulgação/O TempoDivulgação/O TempoMais uma servidora pública envolvida no processo de extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, que continua foragido nos Estados Unidos, perdeu o cargo no governo federal.

A assessora Geórgia Renata Sanchez Diogo, da chefia da Assessoria Especial Internacional do Ministério da Justiça, foi exonerada nesta sexta-feira (3). A demissão é assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI). No lugar dela foi nomeado Lauro de Castro Beltrão Filho, que era conselheiro da Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

A extradição de Allan dos Santos foi determinada em outubro pelo ministro Alexandre de Moraes, do  Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi tomada em 5 de outubro, a pedido da Polícia Federal. As autoridades competentes foram oficiadas para extraditar o militante de extrema direita, que se mudou para os Estados Unidos.

Allan dos Santos é alvo de dois inquéritos no STF: o das fake news e das milícias digitais, ambos investigam a existência de um grupo organizado com o objetivo de atacar as instituições democráticas e disseminar desinformação nas redes sociais.

No dia 8 de outubro, a PF encaminhou ao Supremo a íntegra das investigações no âmbito do inquérito das milícias digitais. Constam nos documentos ações criminosas como a tentativa de influenciar o presidente Jair Bolsonaro e os parlamentares da base aliada a darem um golpe de Estado durante as manifestações antidemocráticas realizadas entre abril e maio de 2020.

Até hoje, porém, Allan dos Santos não foi incluído na lista de difusão vermelha da Interpol – sistema de alerta para captura de foragidos internacionais. Nos EUA ele continua gravando vídeos atacando ministros do STF e adversários do presidente Jair Bolsonaro.

O governo federal é acusado de perseguir os servidores públicos responsáveis por formalizar o pedido de extradição de Allan dos Santos, que é amigo de Bolsonaro e dos seus três filhos políticos. Santos era dono do Canal Terça Livre, assumidamente um veículo de defesa do governo Bolsonaro e que é acusado de ser um dos maiores disseminadores de fake news contra adversários do presidente.

Delegadas da PF foram remanejadas

Duas delegadas da Polícia Federal envolvidas na extradição do bolsonarista foram remanejadas. A primeira foi Silvia Amélia da chefia da Diretoria de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça (DRCI).

O DRCI é a área responsável por tocar esse tipo de pedido envolvendo brasileiros foragidos no exterior e outros temas de cooperação internacional em geral.

Já a delegada Dominique de Castro Oliveira, que há 16 meses atuava na Interpol, recebeu com surpresa a ordem de voltar para a Superintendência da PF em Brasília, na última quarta-feira (2).

Ela foi a responsável pela ordem de prisão de Allan dos Santos. Na prática, a delegada apenas recebeu o mandado de prisão expedido pelo STF, reviu a documentação relacionada, produziu a minuta e encaminhou o pedido para publicação.

“Supostamente eu fiz algum comentário que contrariou. Qual foi, quando, para quem, em que contexto e ambiente, não sei. A chefia também disse que não sabe, cumpriu uma ordem que recebeu”, diz trecho da mensagem de Whatsapp encaminhada pela delegada a outros delegados da PF.

Dominique é reconhecida pelos colegas pela produtividade. Na Interpol, ajudou a capturar foragidos internacionais da máfia ‘Ndrangheta. O trabalho na organização de polícia internacional não tinha prazo determinado para acabar.

Em nota, a Polícia Federal negou que o remanejamento da delegada tenha relação com o processo de extradição de Allan dos Santos, mas não explicou o motivo da troca.

O TEMPO agora está em Brasília. Acesse a capa especial da capital federal para acompanhar o noticiário dos Três Poderes.

Link curto: https://bit.ly/2ZQy76B

TÓPICOS:
Foragido Nos Eua

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu