Economia

Sem São João, Bahia deve ter prejuízo de mais de R$ 500 milhões

Festejos juninos foram cancelados devido á pandemia do coronavírus

Informações: A Tarde
24/06/2020 por Redação, atualizado em 24/06/2020 às 15h50 por Redação

Decoração típica do período junino. (Reprodução)Decoração típica do período junino. (Reprodução)O cancelamento e adiamento das festas de São João, por causa da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus), devem provocar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão na economia dos principais estados da região Nordeste. A estimativa é referente apenas às maiores festas juninas dos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. O impacto é muito maior, uma vez que são realizados arraiás de pequeno porte em quase todas as cidades dos nove estados da região.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Na Bahia, onde as principais festas são espalhadas em várias cidades de médio porte, o governo do estado estima que o São João movimenta aproximadamente R$ 550 milhões na economia. No ano passado, por exemplo, apenas as prefeituras baianas investiram R$ 190 milhões em serviços relacionados às festas, como a montagem de estruturas, atividades culturais e contratação de artistas.

Já as 60 maiores festas privadas de São João, São Pedro e Santo Antônio arrecadaram em torno de R$ 110 milhões e atraíram mais ou menos 500 mil pessoas. No mês de junho, a Bahia costuma gerar entre 40 mil e 50 mil postos de trabalho temporários.

Link curto: https://bit.ly/31k9hKq

TÓPICOS:
São João cancelamento bahia

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu