Geral

Mais uma ave rara na Bahia é registrada na RPPN Estação Veracel

Sabiá-ferreiro é uma espécie migratória da região sul e sudeste do país e é pouco visto na Bahia

Assessoria de Comunicação Veracel
25/06/2019 por Redação, atualizado em 25/06/2019 às 14h56 por Redação

A imagem foi captada pelas lentes da analista ambiental da Veracel Celulose Priscilla Sales durante uma atividade de observação de aves feita durante o 2º Festival de Aves de Porto Seguro.A imagem foi captada pelas lentes da analista ambiental da Veracel Celulose Priscilla Sales durante uma atividade de observação de aves feita durante o 2º Festival de Aves de Porto Seguro.Só quem tem olhos treinados e ouvidos apurados percebe o canto diferente em meio a muitas aves existentes na RPPN Estação Veracel, em Porto Seguro. Era um canto metálico nunca antes observado na região, mas captado pelas lentes da analista ambiental da Veracel Celulose Priscilla Sales durante uma atividade de observação de aves feita durante o 2º Festival de Aves de Porto Seguro, no início de junho. O canto, era de um sabiá-ferreiro.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
O sabiá-ferreiro, também conhecido como ferreirinho, sabiá-cinza, sabiá-azulina e sabiá-campainha, normalmente tem cerca de 21 cm e chega a pesar até 55 gramas. Ele pode ser encontrado facilmente nos estados do sul e sudeste do Brasil, Argentina e Paraguai.

Essa espécie de ave costuma migrar entre os meses de inverno e é comumente vista nessa época do ano em áreas centrais do Brasil, como nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Minas Gerais, mas nunca no sul baiano. O ornitólogo do Observatório de Aves da RPPN Estação Veracel, Luciano Lima, disse que não há relato dessa espécie no estado da Bahia. Há apenas um registro de 1997 na Chapada Diamantina. “É um registro raro já que a Bahia não está na rota de migração dessa espécie, que sempre procura nessa época, climas amenos como os de Goiás e Tocantins”, comentou o ornitólogo.

Para Luciano, o registro é um bom sinal: “Isso reforça a importância de ter uma área preservada”. O ornitólogo explicou, ainda, que a ave fotografada é jovem e que, provavelmente, está fazendo sua primeira migração. Essa espécie tem por hábito migrar a noite e parar para descansar. “Os observadores de aves agradecem que ela tenha escolhido a RPPN Estação Veracel como local de repouso”, conclui Lima.

Link curto: http://bit.ly/2Xx3Q9v

TÓPICOS:
Ave Rara veracel meio Ambiente

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu