Crimes

Polícia identifica adolescente suspeita de planejar um massacre em Eunápolis

Jovem de 15 anos criou perfil falso no Facebook onde planejava ataques a escolas da cidade

Redação do Rastro101
05/04/2019 por Redação, atualizado em 05/04/2019 às 09h08 por Redação

Polícia Civil de Eunápolis identificou a adolescente que criou um perfil falso no Facebook. (Reprodução)Polícia Civil de Eunápolis identificou a adolescente que criou um perfil falso no Facebook. (Reprodução)Uma adolescente de 15 anos foi identificada pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (4), como a autora de um perfil falso no Facebook com o objetivo de reunir pessoas para realizar um suposto ataque a duas escolas públicas de Eunápolis.

De acordo com a polícia, a adolescente, que é aluna de uma das escolas, criou um “fake” na rede social, no último dia 20. O perfil com o nome de Guilherme Monteiro fazia alusão a um dos autores do massacre na Escola Raul Brasil, na cidade de Suzano (SP), ocorrido em 13 de março.

As investigações começaram no dia 29 de março e receberam o apoio técnico da equipe de Tecnologia da Informação (TI) do IFBA, que chegou a construir um robô para ajudar a agilizar a análise do material colhido.

Foi possível identificar o dispositivo onde foram criadas as postagens após a autorização da quebra do sigilo de dados pelo Juiz de Direito, Dr. Otaviano Andrade de Souza Sobrinho, da Vara Crime de Eunápolis. Em um grupo de Facebook, a adolescente postou: “Na minha opinião temos que fazer algo grandioso. Nada repetido. Temos que começar em grandes escolas (..) Eu já faço parte de um grupo e temos tudo planejado. Temos tudo de que precisamos. Se quiserem posso ajudar a vocês com bombas caseiras. Depende da potência.”

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Durante uma conversa pelo Messenger, a suspeita pediu a planta de uma das escolas para outro adolescente. Ela também planejava desviar a atenção dos seguranças através da simulação de uma briga. Além disso, a jovem pretendia utilizar bombas caseiras nos ataques para matar um maior número de pessoas.

Ainda segundo a polícia, a adolescente foi ouvida na presença da mãe e de testemunhas e disse que fez apenas uma brincadeira para assustar pessoas. O celular da jovem foi apreendido para descobrir as reais intenções dela, bem como identificar outros possíveis integrantes do grupo.

A Polícia Civil informa que a divulgação de áudios com ameaças de ataque a escolas pode configurar o crime previsto no Art. 265 do Código Penal Brasileiro, ou seja, Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública, com pena de reclusão que pode chegar a cinco anos, além de multa.

Link curto: http://bit.ly/2Vt6BEU

TÓPICOS:
Adolescente detida ameaça eunápolis

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu