Justiça

Caminhada em Itagimirim pede justiça para o assassino da menina Mickaely

Criança foi brutalmente assassinada pelo pai em 2014 quando tinha apenas 12 anos

Redação do Rastro101
19/10/2018 por Redação, atualizado em 19/10/2018 às 13h24 por Redação

Caminhada pede o julgamento do assassino de Mickaely. (Foto: Rastro101)Caminhada pede o julgamento do assassino de Mickaely. (Foto: Rastro101)Uma manifestação realizada na manhã desta sexta-feira, dia 19, relembrou o caso da menina Mickaely Santos, de apenas 12 anos que foi brutalmente assassinada pelo próprio pai em janeiro de 2014. A caminhada teve a participação de familiares, amigos e alunos do colégio Othoniel Ferreira dos Santos, e foi marcada pela emoção e pelo clamor de justiça.

A manifestação foi motivada pela impunidade, já que o acusado, Márcio Souza dos Santos, ainda não foi julgado, mesmo após 4 anos e 9 meses do crime. Ele se encontra preso, mas não foi julgado pelo fato da polícia não poder fazer a escolta dele, não tendo como garantir sua integridade física.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Durante a caminhada, que percorreu várias ruas da cidade, familiares, amigos e populares exibiram cartazes pedindo respeito e o fim da impunidade neste caso. Além disso, a mãe da vítima, emocionada, falou sobre seu sofrimento de perder uma filha com apenas 12 anos. Ela vestia uma camisa em homenagem a adolescente e também fez um apelo por justiça.

Relembre o caso

Mickaely foi abusada sexualmente e asfixiada enquanto dormia na casa do pai na noite de 23 de fevereiro de 2014. De acordo com informações de um parente da vítima, na quinta-feira (23), o homem teria buscado a filha em Itagimirim, cidade em que morava com a mãe, e retornado para Porto Seguro na mesma noite. Horas depois, a mãe e outros parentes teriam se dirigido à Porto Seguro para buscar a filha, já que sabiam que ele era violento.

Mickaely foi assassinada pelo pai em 2014. (Foto: Rastro101)Mickaely foi assassinada pelo pai em 2014. (Foto: Rastro101)Em Porto, eles procuraram a delegacia, mas eles foram instruídos a esperar o dia seguinte e com a ajuda de um advogado, conseguir a guarda da criança. Como ele era o pai, resolveram esperar o dia seguinte.

Logo pela manhã, o próprio pai ligou para a família avisando para eles irem buscar o corpo de Mickaely na casa dele, que fica no bairro Mirante. A polícia foi informada de que o homem havia fugido para Santa Cruz Cabrália e que iria matar o outro filho de apenas 3 anos e tentar tirar a própria vida, se jogando na frente de um ônibus, mas a polícia chegou a tempo para impedir a investida de Márcio.

Julgamento

Segundo familiares, um novo julgamento foi marcado para o dia 9 de novembro e outra manifestação por justiça foi convocada para ser realizada em Porto Seguro.

Álbum de imagens

Link curto: http://bit.ly/2J6AdSU

TÓPICOS:
Manifestação itagimirim mickaely

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu