Educação

ENEM: primeiro dia de prova será no início do horário de verão

Tanto o primeiro dia do exame quanto o início do horário de verão acontecem no dia 4 de novembro

Educa Mais Brasil
16/10/2018 por Redação, atualizado em 16/10/2018 às 15h11 por Redação

O ENEM é uma das principais portas de entrada do participante nas instituições de ensino superior do Brasil. (Imagem: Reprodução)O ENEM é uma das principais portas de entrada do participante nas instituições de ensino superior do Brasil. (Imagem: Reprodução)O Governo Federal voltou atrás e manteve a decisão de iniciar o horário de verão 2018 em 4 de novembro, primeiro dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Com isto, os estudantes devem ficar atentos: o início das provas segue o horário oficial de Brasília. Em alguns estados, acontece 60 minutos antes, uma vez que os relógios serão adiantados ainda na madrugada do domingo.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
No final de setembro, o Ministério da Educação (MEC) havia solicitado ao Governo Federal o adiamento do horário de verão para evitar possíveis transtornos aos participantes: comparecimento ao local de prova depois do horário determinado além de, por questões de logística, aplicar o exame em municípios da região Norte do Brasil. Nestes casos, existem locais que ficariam com até 3 horas de atraso em relação ao horário de Brasília, que define o início e encerramento do exame. A data de encerramento permanecerá igual: 16 de fevereiro de 2019.

ENEM

O ENEM é uma das principais portas de entrada do participante nas instituições de ensino superior do Brasil. Uma nota satisfatória permite o ingresso em IES públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU); viabiliza a aquisição de bolsas de estudo em instituições privadas, através do Programa Universidade para Todos (Prouni) e viabiliza a contratação de financiamentos (empréstimos) educacionais, como é o caso do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Estudantes brasileiros também podem usar a nota do ENEM para estudar em Portugal. A possibilidade existe desde 2014, quando o MEC firmou convênios interinstitucionais com o governo português. Segundo o órgão brasileiro, mais de 1,2 mil estudantes brasileiros haviam utilizado o exame para cursar a graduação que, hoje, já inclui mais de 30 instituições portuguesas parceiras.

Link curto: http://bit.ly/2pRXH5A

TÓPICOS:
Enem 2018 horário De Verão

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu