Economia

Presidente Temer anuncia nova proposta para acabar com as paralisações

Principal medida é reduzir em R$ 0,46 o preço do diesel nas bombas

Redação com informações da Agência Brasil
28/05/2018 por Redação, atualizado em 28/05/2018 às 08h55 por Redação

Presidente anunciou as medidas em pronunciamento à nação. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)Presidente anunciou as medidas em pronunciamento à nação. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)Em pronunciamento à nação na noite deste domingo, 27 de maio, o presidente Michel Temer anunciou a proposta negociada com os líderes do movimento grevista dos caminhoneiros para tentar acabar com a paralisação que já chega ao seu oitavo dia.

Após um dia inteiro de negociações com os líderes grevistas e com sua equipe econômica, o presidente anunciou à população as medidas que deverão ser tomadas para satisfazer as demandas dos caminhoneiros. As determinações estão em medidas provisórias publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (28).

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Cedendo as pressões, o Governo Federal decidiu diminuir o preço do diesel nas bombas em R$ 0,46 por litro pelos próximos 60 dias. A partir desse período os preços só serão reajustados mensalmente. Segundo o presidente, essa redução equivale a acabar com os impostos Cide e do PIS/Cofins sobre os combustíveis, que era um dos principais desejos dos caminhoneiros

O governo ainda vai eliminar a cobrança do pedágio do eixo suspenso dos caminhões e também estabeleceu um valor mínimo para o frete. Segundo o presidente Temer, que enalteceu o trabalho dos caminhoneiros, as medidas devem ser acatadas o mais breve possível pois a paralisação está penalizando o povo brasileiro.

Na primeira rodada de negociações tinha ficado acertado a redução de 10% no valor do diesel por 30 dias, o que representaria R$ 5 bilhões em compensações à Petrobras. A equipe econômica do Planalto estimou que o novo acordo terá impacto de R$ 10 bilhões ao Tesouro Nacional, já que a primeira proposta foi recusada pelos caminhoneiros.

Link curto: http://bit.ly/2INyEfI

TÓPICOS:
Greve correios brasil

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu