Geral

Embasa recomenda que baianos economizem água durante a greve dos caminhoneiros

Produtos químicos utilizados no tratamento da água não estão sendo entregues devido à paralisação

Redação com informações da Embasa e Agência Brasil
25/05/2018 por Redação, atualizado em 25/05/2018 às 08h50 por Redação

Embasa pede uso moderado aos consumidores. (Imagem: Reprodução)Embasa pede uso moderado aos consumidores. (Imagem: Reprodução)A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) divulgou um comunicado nesta quinta-feira, 24, pedindo que os consumidores economizem água, já que a entrega dos produtos químicos utilizados no tratamento da água está prejudicada devido ao movimento grevista dos caminhoneiros.

A empresa recomenda o uso racional da água, com moderação no consumo e priorização de usos. Também, por conta de escassez de combustível nos postos, a empresa está priorizando a realização de serviços de manutenção programados e emergenciais que sejam mais urgentes e inadiáveis.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Apesar de um acordo proposto pelo governo, a paralisação já entra no quinto dia e os problemas de abastecimento se agravam. A falta de produtos básicos nas feiras e supermercados já é uma realidade, assim como a escassez de combustíveis nos postos.

Em todo o país, várias cidades registram diminuição da frota de ônibus do transporte público devido à falta do óleo diesel. Oxigênio hospitalar também está se tornando escasso. O agronegócio não tem como escoar sua produção e a indústria automobilística está parada.

Greve dos caminhoneiros continua no Brasil (Imagem: Reprodução)Greve dos caminhoneiros continua no Brasil (Imagem: Reprodução)

No acordo costurado entre o governo e os líderes do movimento grevista, a greve seria suspensa por 15 dias. Para isso a redução dos preços da Petrobras se estenderia para 30 dias, com os primeiros 15 sendo bancados pela empresa e o restante pelo governo.

Entre outras medidas, o governo prometeu zerar Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para o diesel até o fim do ano. Além disso, também deve haver uma previsibilidade mensal nos preços do diesel. Apesar dos esforços de uma solução para a crise, os bloqueios permanecem nas rodovias brasileiras.

Link curto: http://bit.ly/2KQR6AU

TÓPICOS:
Greve caminhoneiros combustíveis embasa

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu