Economia

Suzano compra parte da Fibria e cria uma gigante mundial em celulose

Fibria é uma das donas da Veracel

Redação com informações da Folha de São Paulo
16/03/2018 por Redação, atualizado em 16/03/2018 às 09h44 por Redação

Empresa resultante da fusão abocanha 16 % do mercado mundial de celulose. (Imagem: Reprodução)Empresa resultante da fusão abocanha 16 % do mercado mundial de celulose. (Imagem: Reprodução)

A Suzano Papel e Celulose venceu a disputa com a sino-indonesia Paper Excellence e adquiriu assim a participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na Fibria, formando um gigante com cerca de 16 % do mercado mundial de celulose.

*** TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ***
Segundo dados da empresa de consultoria e engenharia Poyry, a união criará uma empresa com capacidade de produção de aproximadamente 11 milhões de toneladas de celulose por ano, mais que o dobro da segunda maior empresa do segmento.

O BNDES informou que as negociações foram conduzidas em acordo com a Votorantim S.A., em presa que com partilha o controle da Fibria com a BNDESPar (braço de participações do BNDES, que detinha 29% da Fibria). O banco negociou sua fatia por R$ 8,5 bilhões, além do recebimento de ações da companhia resultante da fusão.

Segundo BNDES, foram negociadas melhorias na governança, e a companhia resultante desta consolidação deverá, por contrato, manter o mesmo padrão de responsabilidade socioambiental de Suzano e Fibria.

A BNDESPar, que também é dona de 7% da Suzano, continuará com participação na nova empresa, mas agora com papel minoritário. A operação é garantida por consórcio de bancos privados e sua conclusão está sujeita à aprovação de agências antitruste.

A Veracel Celulose do sul da Bahia é fruto da parceria entre a empresa sueco-finlandesa Stora Enso e a brasileira Fibria, que eatá envolvida nesta mega operação financeira.

Link curto: http://bit.ly/2Hl3DMe

TÓPICOS:
Fusão firbia suzano

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu