Justiça

Justiça condena prefeitos afastados de Eunápolis e de Santa Cruz Cabrália

Ambos foram acusados pelo crime de improbidade administrativa cometido em 2005

Redação com informações do G1 Bahia
07/02/2018 por Redação, atualizado em 07/02/2018 às 10h24 por Redação

Os prefeitos afastados de Eunápolis e Santa Cruz Cabrália, Robério Oliveira e Agnelo Santos. (Imagem: Reprodução)Os prefeitos afastados de Eunápolis e Santa Cruz Cabrália, Robério Oliveira e Agnelo Santos. (Imagem: Reprodução)

Os prefeitos afastados das cidades de Eunápolis e Santa Cruz Cabrália, foram condenados pela justiça na última segunda-feira, dia 5, a perda da função pública e suspensão dos direitos políticos por cinco anos. Robério Oliveira e Agnelo Santos também deverão pagar multa de dez vezes a remuneração que recebiam.

Os dois prefeitos já haviam sido afastados de seus cargos em novembro do ano passado durante a Operação Fraternos da Polícia Federal, onde foram acusados de usar empresas de familiares para simular licitações e desviar dinheiro dos contratos públicos. A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, que é irmã de Agnelo e esposa de Robério, também foi afastada na ocasião.

A decisão tomada pela justiça na última segunda-feira se refere à outra ação do Ministério público da Bahia, que acusou os dois de improbidade administrativa, em 2005, quando Robério era prefeito de Eunápolis e Agnelo secretário municipal de Finanças. Segundo a ação, eles teriam desviado mais de R$ 58 milhões de reais em verbas orçamentárias, sem a devida autorização do Legislativo.

O crime de improbidade administrativa é caracterizado pelo o ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da Administração Pública, cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta.

Link curto: http://bit.ly/2JBAjBX

TÓPICOS:
Prefeitos condenação extremo Sul

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu