Geral

Mulher confessa que inventou história de rapto do filho recém-nascido

Exames confirmaram que ela não esteve grávida nos últimos meses.

Redação com informações do site SulBahia News
10/08/2017 por Redação, atualizado em 10/08/2017 às 20h53 por Redação

Reprodução: InternetReprodução: Internet

Maria Aparecida Silva Jardim confessou em depoimento na última quarta-feira, dia 9, que inventou toda a história do rapto do filho recém-nascido para manter o relacionamento.

Exames realizados na UMMI (Unidade Municipal Materno Infantil), constataram que a mulher não esteve grávida nos últimos meses, o que desmentiu a versão contada por ela na última terça-feira (8), em que um estranho, o qual, ela pediu ajuda para levá-la a maternidade, teria raptado o bebê recém-nascido.

A polícia apurou, que Maria Aparecida engravidou em dezembro de 2016, mas acabou rompendo o relacionamento com o pai da criança. Então ela decidiu fazer um aborto quando estava com 5 meses de gestação.

Depois do aborto, ela acabou reatando com o ex-companheiro, e então resolveu manter uma gravidez falsa até o nono mês, com medo de perder novamente o parceiro.

A mulher, que parecia estar mal psicologicamente, aguardará a conclusão do inquérito em liberdade.

Link curto: http://bit.ly/2JtU6TT

TÓPICOS:
Falsa Mãe crime fraude

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu