Política

Cabral admite compra de joias para a mulher com sobras de campanha

Ele voltou a negar, que a esposa soubesse de esquemas de caixa 2 comandados por ele

Redação com informações Notícias ao minuto
25/05/2017 por Alessandro Granda, atualizado em 25/05/2017 às 09h54 por Alessandro Granda

(Foto: reprodução)(Foto: reprodução)

O ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral prestou depoimento nesta quarta-feira, dia 24, ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, responsável pela Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato. Durante interrogatório, Cabral respondeu apenas as perguntas da própria defesa.

Cabral ficou em silêncio durante quase toda a audiência realizada no auditório da Justiça Federal. Na ocasião, ele respondeu apenas uma pergunta do juiz Bretas, quando negou ter desafetos entre as testemunhas e réus que se pronunciaram no processo.

O ex-governador admitiu que comprava joias da joalheria Antônio Bernades à esposa, Adriana Ancelmo, em espécie, em datas festivas e voltou a admitir que o dinheiro vinha de sobras de campanha eleitoral.

Ele voltou a negar, que a esposa soubesse de esquemas de caixa 2 comandados por ele. "Sempre respeitamos nossas individualidades. Jamais interferi no dia a dia do escritório dela e jamais ela interferiu no meu dia-a-dia. Nunca recebi nenhum valor do escritório de Adriana", declarou.

Link curto: http://bit.ly/2JF9EnZ

TÓPICOS:
Cabral Joias Campanha Propina Mulher Delação

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu