Crimes

Homem é executado a tiros após discussão em Medeiros Neto

A Polícia Civil de Medeiros já iniciou as investigações para identificar a motivação e autoria do crime

Redação com informações Bahia Extremo Sul
23/05/2017 por Alessandro Granda, atualizado em 23/05/2017 às 06h28 por Alessandro Granda

(Foto: arquivo pessoal) (Foto: arquivo pessoal)

Júnior Nunes, de 28 anos, mais conhecido como Boião, agente de saúde e filho de Sandro Muniz, atual Diretor de Eventos da Prefeitura de Medeiros Neto, foi morto a tiros na última segunda-feira, dia 22, em frente ao colégio Deolisano Rodrigues, no município de Medeiros Neto.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima participava de uma festa de São João antecipado, quando seu irmão e ele se envolveram em uma discussão com um homem, ainda não identificado.

Populares disseram que Júnior Muniz teria ido com seu irmão para a casa do tio e, logo em seguida, seguiu para sua casa a pé, acompanhado do irmão e do tio. Foi quando, nas proximidades do Colégio Deolisano Rodrigues, foram surpreendidos por um veículo Celta preto, de placa ignorada. Dois homens desceram e um deles efetuou cinco disparos de arma de fogo contra Júnior.

Logo após ação criminosa os atiradores fugiram, sem deixarem pistas, em direção ignorada. Júnior foi socorrido ao Hospital Municipal de Medeiros Neto, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O corpo de Júnior Muniz será removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Teixeira de Freitas para exames de necropsia. A Polícia Civil de Medeiros Neto vai instaurar inquérito para investigar a motivação e autoria deste crime.

Link curto: http://bit.ly/2qiDBkH

TÓPICOS:
Homem Morte Tiros Discussão Medeiros Neto

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu