Política

Delator grava Temer autorizando compra do silêncio de Eduardo Cunha

Oposição já se mobiliza com pedido de Impeachment

Redação com informações O Globo
18/05/2017 por Alessandro Granda, atualizado em 18/05/2017 às 06h38 por Alessandro Granda

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Os donos da JBS, Joesley Batista e o seu irmão Wesley formalizaram acordo de delação premiada e fizeram graves revelações no gabinete do ministro do STF, Edson Fachin.

Segundo informações do jornal O Globo, durante depoimento foi revelado que o presidente Michel Temer foi gravado em um diálogo comprometedor. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS).

Em um segundo momento, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: "Tem que manter isso, viu?".

Joesley revelou também que Guido Mantega era o seu intermediário com o PT. Era com o ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff que o dinheiro de propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados. Mantega também operava os interesses da JBS no BNDES.

Link curto: http://bit.ly/2HkMa6O

TÓPICOS:
Temer Cunha Delator Gravação Propina Lava Jato

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu