Menu

MENU

PUBLICIDADE

Publicado: 20/10/2016, por Alessandro Granda Atualizado: 20/10/2016 às 08h40, por Alessandro Granda

Política

"Prefiro morrer a fazer uma delação", diz Eduardo Cunha

Deputado cassado faria uma delação para livrar a família

Redação com informações do site G1

(Foto reprodução)(Foto reprodução)

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) chegou a confidenciar com deputados aliados que temia por sua prisão, o que foi confirmada no início da tarde desta quinta-feira, dia 19, próximo a sua residência em Brasília. Sua maior preocupação é como ficará sua família.

Em uma conversa reservada com a chamada com aliados políticos, Cunha foi perguntado se acetaria fazer uma delação premiada. O peemedebista foi categórico ao afirmar: "Prefiro morrer a fazer uma delação".

Nos bastidores especula-se se Cunha aguentará manter essa promessa após meses de prisão. Até mesmo os aliados mais próximos avaliam que, se houver um aval da Procuradoria Geral da República, Cunha faria uma delação para livrar a família.

Comunicar erro na matéria

COMUNICAR ERRO

Este espaço destina-se apenas à comunicação de erros encontrados em nossos textos. Preencha os campos abaixo informando os detalhes do erro.



PUBLICIDADE

TÓPICOS: Cunha Delação Prisão Brasília Veja mais
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Estamos nas redes sociais:

PUBLICIDADE

Últimas no Rastro

PUBLICIDADE
  Receba nossas notícias
PUBLICIDADE
Cadastre-se no Rastro101 e receba nossas notícias



RASTRO101
© COPYRIGHT 2011-2017 | DR WATSON INFORMÁTICA E PUBLICIDADE LTDA.