Geral

Morre uma das gêmeas siamesas de Itamaraju

Menina morreu em decorrência de insuficiência cardíaca

Redação com informações site Sul Bahia News
16/02/2016 por Alessandro Granda, atualizado em 16/02/2016 às 10h05 por Redação

(Foto Sul Bahia News)(Foto Sul Bahia News)

Foi divulgado na última segunda-feira (15), a morte da gêmea siamesa de Júlia Neves, de cinco meses, que não resistiu à recuperação da cirurgia de separação realizada no dia 13 de janeiro, no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiás.

De acordo com a unidade hospitalar, a menina morreu em decorrência de insuficiência cardíaca na última sexta-feira (12). Dias após a cirurgia, Júlia apresentou piora no estado de saúde e passou a respirar com a ajuda de aparelhos. A irmã, Fernanda, também chegou ao estágio gravíssimo, mas conseguiu se recuperar e passou a respirar com o auxílio de oxigênio inalatório.

O pai das meninas, Valdenir Neves, já está em Itamaraju cuidando da documentação para o sepultamento de Júlia. As gêmeas eram unidas pelo tórax e abdômen, compartilhando o fígado e uma membrana do coração. Segundo os médicos, a cirurgia de separação correu bem, sem nenhuma intercorrência, em tempo recorde.

As bebês chegaram em Goiânia em agosto de 2015, acompanhadas pelos pais. Desde então, passaram a ser monitoradas de perto por uma equipe multiprofissional do HMI, liderada pelo cirurgião pediátrico Zacharias Calil. Durante esse período, os pais e as crianças ficaram hospedadas na Casa do Interior de Goiás.

Link curto: http://bit.ly/2qn6axl

TÓPICOS:
Gêmeas Siamesas Itamaraju Cirurgia Goiás

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu