Justiça

Justiça aceita denúncia contra Edilson "Capetinha"

Polícia Federal (PF) grampeou conversas de Edilson que mostram a participação dele com o grupo

Redação com informações do G1
03/02/2016 por Alessandro Granda, atualizado em 03/02/2016 às 21h36 por Redação

(Foto divulgação)(Foto divulgação)

A Justiça Federal acatou a denúncia feita contra 16 pessoas, entre eles está o jogador Edilson “Capetinha”, pentacampeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002, suspeitas de fraudar pagamentos referentes a prêmios da Caixa Econômica Federal.

Conforme informações do Ministério Público Federal de Goiás (MPF/GO), o grupo é acusado de cometer crimes como furto qualificado por fraude, estelionato, moeda falsa, falsificação de documento público e corrupção passiva. A denúncia foi apresentada no final do ano passado, durante a Operação Desventura.

Durante as investigações, a Polícia Federal (PF) grampeou conversas de Edilson que mostram a participação dele com o grupo. Na oportunidade quando veio a tona as acusações, ele veio a público negar o seu envolvimento no esquema de corrupção.

Segundos dados oficiais, somente no ano passado cerca de R$ 60 milhões foram desviados em benefícios dos participantes da quadrilha. Os investigadores constataram que o esquema criminoso mantinha contato com a ajuda de correntistas do banco, que eram escolhidos por movimentarem grandes volumes financeiros e que foram usados para recrutar gerentes da Caixa para serem utilizados na fraude. Dentre esses correntistas, estava Edilson.

De posse de informações privilegiadas, a quadrilha contatava esses gerentes, que se encarregavam de viabilizar o recebimento do prêmio por meio de suas senhas, validando, de forma irregular os bilhetes falsos.

Link curto: http://bit.ly/2qKkaBA

TÓPICOS:
Edilson Suspeita Pf Fraude Lotérias

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu